BUSCAR
BUSCAR
Articulação
Lula e Fernando Henrique se reuniram para discutir democracia e crise sanitária
Encontro foi promovido pelo ex-ministro do STF Nelson Jobim; os dois ex-presidentes não se encontravam desde 2017
O Globo
21/05/2021 | 11:30

Os ex-presidentes Lula (PT) e Fernando Henrique Cardoso (PSDB) se reuniram em um almoço na semana passada. O encontro foi promovido pelo ex-ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Nelson Jobim em sua casa, em São Paulo.

A conversa durou três horas e girou em torno de temas como a defesa da democracia e a atual crise sanitária.

Nos últimos dias, os dois têm trocado gentilezas em declarações depois de anos de percuos. Em entrevista ao programa “Conversa com Bial”, da Rede Globo, o tucano disse que se incluímos que apresentarão entre Lula e Bolsonaro votaria no petista.

Em 2018, Fernando Henrique anulou o voto no segundo turno entre Fernando Haddad (PT) e Bolsonaro. Lula, por sua vez, respondeu que teria o mesmo tipo de atitude com o seu antecessor.

Os dois não se encontravam desde que Fernando Henrique visitou a ex-primeira dama Marisa Letícia no hospital quando ela sofreu um AVC, em 2017. Marisa morreu em fevereiro daquele ano.

Bolsonaro chama Lula de “bandido que não tem um dedo” após petista defender auxílio de R$ 600

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) voltou a criticar, nesta quinta-feira 20, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e o chamou de “bandido que não tem um dedo”.

A fala foi feita durante evento de inauguração da ponte sobre o Rio Parnaíba, entre os estados do Piauí e Maranhão. Iniciada em 2019, já na gestão Bolsonaro, a obra que liga as cidades de Alto Parnaíba e Santa Filomena vai beneficiar moradores das duas cidades produtoras de soja e milho, desativando o serviço de balsas para travessia do rio.

Em seu discurso, Bolsonaro criticou uma declaração do petista defendendo um auxílio emergencial de R$ 600 para todos os beneficiários. Atualmente, o valor médio do benefício é R$ 250, mas pode variar de R$ 150 a R$ 375 a depender da composição de cada família.

“Um bandido que não tem um dedo falou há pouco que ia dar auxilio emergencial de R$ 600 para todo mundo. Por que não fez lá atrás para todo mundo pelo Bolsa Família? Estamos trabalhando para que suba o valor médio do Bolsa Família, porque sabemos que houve inflação, que aumentou preço de muitas coisas”, explicou Bolsonaro.

De acordo com o chefe do Executivo nacional, o governo tem buscado soluções para que os brasileiros recuperem poder aquisitivo. “Mas passa pelo não fechamento do comércio”, declarou.

Essa não é a primeira vez que Bolsonaro faz críticas ao petista. Na semana passada, em tom semelhante, chamou Lula de “ladrão de nove dedos”.

Também na semana passada, o presidente chamou o adversário político de “filho do capeta” e afirmou que, se Lula voltar a ser presidente do país, “nunca mais vai sair”.

“A canalhada da esquerda continua a mesma coisa. […] E uma turma ainda quer votar nesse filho do capeta aí. Olha, se esse cara voltar, nunca mais vai sair. Escreve aí”, disse Bolsonaro.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - redacao@agorarn.com.br
Comercial: (84) 98117-1718 - publica@agorarn.com.br
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.