BUSCAR
BUSCAR
Líderes do Senado avançam em indicações de membros para CPI da Braskem
Ao menos 13 senadores já foram escolhidos para serem membros do colegiado
CNN Brasil
09/12/2023 | 10:51

Líderes partidários do Senado avançaram nas indicações de membros para compor a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que pretende investigar as ações da Braskem na mina que está sob risco de colapso em Maceió, Alagoas.

O requerimento de criação da CPI apresentado por Renan Calheiros (MDB-AL) chegou a ser lido pelo presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), em 24 de outubro. No entanto, falta a oficialização das indicações por parte dos líderes partidários para que o colegiado tenha membros e possa ser instalado. São 11 titulares e 7 suplentes.

Segundo apuração junto a líderes no Senado e interlocutores, ao menos 13 senadores já foram escolhidos para serem membros do colegiado, entre titulares e suplentes. Nenhum aparece de forma oficial na página da CPI no portal do Senado. Os nomes só serão confirmados após a leitura das indicações em plenário. Portanto, pode haver mudanças.

Titulares:
Eduardo Gomes (PL-TO)
Efraim Filho (União Brasil-PB)
Jorge Kajuru (PSB-GO)
Omar Aziz (PSD-AM)
Renan Calheiros (MDB-AL)
Rodrigo Cunha (Podemos-AL)
Wellington Fagundes (PL-MT)

Suplentes:
Angelo Coronel (PSD-BA)
Cleitinho Azevedo (Republicanos-MG)
Fernando Farias (MDB-AL)
Jayme Campos (União Brasil-MT)
Leila Barros (PDT-DF)
Magno Malta (PL-ES)
Outros nomes cotados para integrar a CPI como titulares são Otto Alencar (PSD-BA) e Cid Gomes (PDT-CE), por exemplo.

A intenção de Renan Calheiros é que a CPI seja instalada na próxima terça-feira (12). Articulações até lá devem dar uma dimensão maior da possibilidade de instalação. Por conta do recesso parlamentar previsto para começar em 23 de dezembro, a perspectiva é que a comissão só passe a trabalhar regularmente no ano que vem.

Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.