BUSCAR
BUSCAR
Futebol
Libertadores da América: Santos enfrenta Olímpia no Paraguai
Provável formação do Santos nesta quinta é: João Paulo; Pará, Jobson, Alex e Felipe Jonatan; Diego Pituca, Carlos Sanchez e Artur Gomes; Marinho, Soteldo e Kaio Jorge. O Santos em busca do tetracampeonato continental
Agência Brasil
01/10/2020 | 12:04

Olímpia e Santos duelam nesta quinta-feira, 1°, às 19h (horário de Brasília), no Estádio Manuel Ferreira, em Assunção (Paraguai), pela quinta rodada do grupo G da Libertadores da América. O Peixe lidera a chave com 10 pontos e carimba a vaga às oitavas de final em caso de vitória ou até mesmo com um empate. Os paraguaios têm cinco pontos e estão atrás dos argentinos do Defensa e Justicia, com 6, que também jogam hoje contra o Delfín (Equador), que está na lanterna com apenas um ponto.

O time da Vila Belmiro vive uma crise política com o afastamento do presidente José Carlos Peres pelo Conselho Deliberativo do clube, que passa a ser dirigido por Orlando Rollo até meados de dezembro, quando novas eleições deverão ser convocadas. Além de blindar o time quanto aos problemas extracampo, o técnico Cuca não vai contar com os zagueiros Lucas Veríssimo e Luan Peres, suspensos pelo terceiro cartão amarelo.

A provável formação do Santos nesta quinta é: João Paulo; Pará, Jobson, Alex e Felipe Jonatan; Diego Pituca, Carlos Sanchez e Artur Gomes; Marinho, Soteldo e Kaio Jorge.

O Santos em busca do tetracampeonato continental. O Alvinegro Praiano venceu em 1962 e 1963 na era Pelé, e em 2011 com Neymar. Após o compromisso pela Libertadores, os santistas enfrentam o Goiás pelo Campeonato Brasileiro, no Estádio da Serrinha, no próximo domingo (4) em Goiânia.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.