BUSCAR
BUSCAR
Levy sugere que impostos podem aumentar

15/05/2015 | 05:52

Preocupado com a redução da economia de gastos feita pelo Congresso no pacote fiscal, o ministro Joaquim Levy (Fazenda) alertou os congressistas para terem cuidado a fim de não criarem necessidade de elevar impostos.

“Tem muita gente que diz que a retirada do fator previdenciário vai aumentar despesa, portanto aumentar impostos. As pessoas têm que ter muito cuidado ao votarem para não criar uma necessidade de mais impostos”, disse nesta quinta (14).

Emenda aprovada pela Câmara na véspera propõe uma alternativa ao fator previdenciário, criado no governo FHC –a fórmula 85/95, soma, para mulheres e homens, da idade mais o tempo de contribuição à Previdência.

A mudança, segundo técnicos do governo, não gera aumento de gastos da Previdência nos primeiros quatro anos de vigência, mas elevará essas despesas em cerca de R$ 40 bilhões em dez anos.

Assessores dizem que a fala de Levy foi um primeiro recado mais direto à base aliada de que, a cada medida do governo modificada, a equipe econômica terá de compensá-la com impostos e um corte mais forte dos gastos do Orçamento, que deve ser definido na próxima semana.

Reservadamente, a equipe de Levy já estava preparando uma lista de tributos que podem ser elevados para compensar a perda de R$ 3,5 bilhões de economia já provocada pelas mudanças feitas pelo Congresso em duas das medidas do pacote fiscal.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.