BUSCAR
BUSCAR
Redes sociais
#JustiçaPorGabrielaFerrandino: Jovem potiguar denuncia abuso sexual sofrido na adolescência
Pelas redes sociais, um movimento se iniciou através da hashtag "#JustiçaPorGabrielaFerrandino" e tem sido apoiado por diversas pessoas
Redação
03/12/2021 | 12:21

A empreendedora potiguar Gabriela Ferrandino expôs, através das redes sociais, uma série de agressões supostamente sofridas durante a adolescência dela, desde os 12 anos. Os relatos geraram forte comoção de vários seguidores, que deixaram comentários em apoio a jovem, que também trabalha como digital influencer. Com isso, uma campanha intitulada “#JustiçaPorGabrielaFerrandino” ganhou força durante a última semana na internet, inclusive sendo veiculada em um programa de TV local. O acusado segue em liberdade, mesmo com a condenação, de acordo com Gabriela.

Atualmente com 18 anos, a jovem contou ao Agora RN que as agressões se iniciaram quando ela tinha 12 anos e teriam sido protagonizadas pelo marido de uma prima, sendo considerado pela vítima como um “tio”. Foram mais de 100 abusos sofridos, segundo Gabriela. As situações culminaram em uma tentativa de suicídio, segundo ela. “Foi um dia que ele sempre me tocava quando eu estava dormindo. Durante o dia, quando estava em casa, me assediava. Ele não me deixava confortável. Quando eu estava dormindo, quase todas as noites, se a semana tinha 7 dias, ele fazia 4 ou 5 vezes comigo. Ele vinha tocar as minhas partes e fez isso muitas e muitas vezes”, conta a jovem.

Segundo Gabriela, no dia 14 de outubro de 2015, aconteceu mais um abuso e, em seguida, a tentativa de suicídio. “Ele veio tentar fazer algo comigo quando eu estava só lá com ele. Estava eu, ele e, no caso, meu primo, que tinha na época 2 ou 3 anos. Ele veio querer me pegar por trás, me agarrou e ficou pegando nos meus seios. Eu consegui sair e fiquei na rua, onde estava meu outro primo que era maior. Fiquei lá até minha prima, no caso mulher dele, voltar. No outro dia eu quis fazer isso [tentar se matar]”, disse a jovem. Atualmente, ela sofre com depressão e toma remédios controlados.

#justiçaporgabrielaferrandino: pelas redes sociais, jovem potiguar denuncia abuso sexual sofrido na adolescência
Encaminhamento psiquiátrico de Gabriela após tentativa de suicídio. Foto: Cedida

Gabriela explicou todos os acontecimentos por meio de um vídeo divulgado em suas redes sociais:

http://

Em uma publicação mais recente em seu Instagram, Gabriela pede por justiça.

http://

Processo corre em segredo de justiça

Segundo Gabriela, a última vez que precisou falar sobre o assunto na justiça foi em 2019, onde houve a audiência de julgamento do caso. “Ele [o acusado] estava presente neste dia. Fui intimada em julho de 2019 e, desde então,  ele ficou recorrendo na justiça e isso impediu que a condenação acontecesse”, relata. Ainda de acordo com a jovem, ela esperou a condenação desde novembro de 2019 e a sentença só aconteceu em agosto de 2021.

A jovem disse que o homem foi condenado a uma pena de quase 13 anos, mas está liberdade por causa de um recurso. O número do processo é 0117160-84.2018.8.20.0001.

O Agora RN entrou em contato com o Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte (TJRN) e o Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN), mas, de acordo com as assessorias de comunicação de ambos os órgãos, o caso corre em segredo de justiça.

NOTÍCIAS RELACIONADAS
Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.