BUSCAR
BUSCAR
Justiça Eleitoral cassa mandato de vereador de Parnamirim

11/10/2017 | 05:40

O Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte (TRE-RN) cassou nesta segunda-feira, 9, o mandato do vereador Paulo Miranda (PHS), eleito para a Câmara Municipal de Parnamirim em 2016 com 1.169 votos. O vereador, que é funcionário de carreira do INSS, é acusado de comprar votos de eleitores em troca de vantagens na Previdência Social. Com a perda do mandato de Paulo Miranda, a Câmara deverá ser notificada nos próximos dias para que a primeira suplente da coligação que elegeu Paulo (PHS/PPS/PT), a enfermeira Ana Michele (PHS), assuma a vaga no Legislativo. Ela obteve 847 votos no pleito do ano passado.

>> Preocupações. Trata-se de mais uma dor de cabeça para Paulo Miranda administrar. Além das acusações na esfera eleitoral, o vereador também está envolvido em uma celeuma conjugal. Sua ex-mulher lhe acusa de fazer ameaças de morte.

>> Honrarias. Os ex-senadores Geraldo Melo e Fernando Bezerra foram homenageados no último sábado, 7, durante a cerimônia de abertura da Festa do Boi, em Parnamirim. Eles foram condecorados pela Associação Norte-riograndense de Criadores (Anorc) pela atuação em defesa do fortalecimento do setor agropecuário potiguar. Além deles, também recebeu uma comenda o agropecuarista Anderson Abreu Júnior.

>> Apreensão. Por falar em Festa do Boi, o evento iniciou cercado de muita incerteza. Isso porque, após o Ministério Público do RN questionar laudos de segurança, a Justiça expediu um despacho que colocou em dúvida a abertura da festa. A situação foi contornada horas depois, já no início da noite, quando a Anorc levou até o juiz Demétrio Trigueiro, da 1ª Vara Cível de Ceará-Mirim, a documentação exigida.

>> Chateado. O presidente da Anorc, Marcelo Passos, ficou visivelmente aborrecido com a situação. À coluna, sugeriu que Ministério Público e Justiça agem com “arrogância” em relação à Festa do Boi.

>> Enfermo. Com a voz prejudicada e sob efeito de medicamentos, o governador Robinson Faria (PSD) não pôde estar presente em Parnamirim no sábado. Na solenidade de abertura da festa, quem lhe representou foi o secretário da Agricultura, Pecuária e Pesca, Guilherme Saldanha. Já recuperado, Robinson visitou a festa no domingo, 7.

>> Recado para Robinson? Durante sua fala na solenidade de abertura, o prefeito Rosano Taveira (PRB) aproveitou que o governador não estava presente para dizer que era uma honra suceder em discurso o ex-governador Geraldo Melo. Afirmou ainda que estava ali não como prefeito, mas como seu “ex-comandado”. Para Taveira, que é coronel reformado da Polícia Militar, Geraldo Melo, sim, foi o verdadeiro “governador da segurança”.

>> Sumiu. Não passou despercebido entre os presentes na Festa do Boi, tanto no sábado quanto no domingo, a ausência de Carlos Augusto Maia (PSD), deputado estadual cujo principal reduto eleitoral é Parnamirim. No sábado, quem representou a Assembleia Legislativa foi a deputada Larissa Rosado (PSB). No dia seguinte, o próprio presidente, Ezequiel Ferreira (PSDB), esteve no parque.

>> Ninguém. Não apenas Carlos Augusto foi ausência sentida no final de semana. A Câmara Municipal de Parnamirim também não enviou nenhum representante.

>> Caos. Impressionante como a Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (STTU) consegue bagunçar o trânsito de Natal. A nova reclamação dos motoristas diz respeito às condições de trafegabilidade na Avenida Afonso Pena, entre os bairros de Tirol e Petrópolis. Com a autorização para estacionamento próximo ao canteiro central, a via ficou praticamente com apenas uma faixa para circulação dos carros. A avenida, antes tranquila, agora é motivo de dor de cabeça para os condutores que precisam passar pelo local.

>> Convivência com a seca. O governador Robinson Faria (PSD) anunciou nesta segunda-feira, 9, durante ato em Parelhas, a liberação de mais de R$ 2 milhões para a construção de barragens subterrâneas, perfuração de poços, construção de encostas e outras ações para três municípios da região do Seridó. Os serviços deverão ser realizados por associações rurais de comunidades de Parelhas, Carnaúba dos Dantas e Equador.

>> Fraudes. Entre 64 milhões de eleitores que já realizaram o cadastramento biométrico, a Justiça Eleitoral detectou mais de 25 mil títulos de eleitor duplicados. O cadastramento biométrico começou em 2008 e é um método que permite identificar o eleitor por meio da impressão digital. O objetivo é prevenir fraudes e tornar as eleições mais seguras porque, segundo o TSE, a identificação biométrica impede que um eleitor vote no lugar de outro. De acordo com o tribunal, 44% dos eleitores fizeram o cadastro. A meta é concluir o cadastramento até 2022. No total, há 146,3 milhões de eleitores no país.

>> Imbróglio. O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) e presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) Gilmar Mendes disse ontem, ao ser questionado sobre a decisão da Primeira turma de afastar o senador Aécio Neves (PSDB-MG) do cargo, que a Corte vai “resolver o problema de interpretação da Constituição” na quarta-feira, 11.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.