BUSCAR
BUSCAR
Pandemia
Jogadores do Flamengo são submetidos a exame para saber se podem jogar na quarta
Prazo é suficiente para que os sete atletas estejam à disposição para encarar o Independiente del Valle. O técnico Domènec Torrent e outros 12 jogadores, também infectados, ainda vão ficar fora da partida
Estadão
28/09/2020 | 10:18

O Flamengo vai saber nesta segunda-feira se vai ganhar o ‘reforço’ de sete jogadores para o duelo de quarta-feira, às 21h30, no Maracanã, contra o Independiente Del Valle, pela quinta rodada do Grupo A da Copa Libertadores. São eles: Isla, Matheuzinho, Filipe Luís, Diego, Bruno Henrique, Michael e Vitinho. Todos os atletas vão ser submetidos a testes da Covid-19 para saberem se já estão curados, após darem positivo em Guayaquil, no Equador, no dia 19. Nenhum deles esteve presente na delegação que viajou para o São Paulo a fim de enfrentar o Palmeiras.

Segundo comunicado do Flamengo, todos estão assintomáticos e serão testados em suas casas para evitar deslocamento e contaminações. Todo o elenco que participou do jogo deste domingo, no Allianz Parque, diante do Palmeiras, também vai passar por novos exames.

De acordo com o protocolo da Conmebol, quem estiver negativo após quarentena de dez dias estará apto a entrar em campo. O prazo é suficiente para que os sete atletas estejam à disposição para encarar o Independiente del Valle. O técnico Domènec Torrent e outros 12 jogadores, também infectados, ainda vão ficar fora da partida.

Diego Alves, César, Gabriel e Pedro Rocha, que se recuperam de lesões, também serão reavaliados pelo departamento médico para saberem se terão condição de jogar na quarta-feira. O Flamengo é segundo do seu grupo, com os mesmos 9 pontos do líder Del Valle.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.