BUSCAR
BUSCAR
Coluna
Agora no PP, João Maia poderá levar para o partido deputados insatisfeitos com o bolsonarismo no PL
Confira a coluna de Opinião desta terça 15
Redação
15/08/2023 | 08:07

A Folha de S. Paulo publicou no fim de semana uma reportagem política com o título: “PP faz ofensiva sobre PL de Bolsonaro em meio a negociação com Lula”. Comandado pelo ex-ministro bolsonarista Ciro Nogueira, o PP reúne hoje 49 deputados. É a quarta maior legenda na Câmara dos Deputados. O plano é atrair pelo menos três integrantes do PL e negociar com deputados de outros partidos menores. Com isso, tanto Ciro como o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira, querem fortalecer e aumentar a bancada progressista no Congresso Nacional.

Amigo de longas datas do deputado federal João Maia, o presidente nacional do PL, Valdemar Costa Neto, não consegue conter as crises dentro da bancada do PL, que escalam em votações caras para o presidente Lula no Congresso. O racha tem crescido à medida que o bolsonarismo radical avança dentro do partido. No Rio Grande do Norte, o PL tem também o deputado federal Robinson Faria, que, assim como João, não comunga com a ideologia radical dos colegas General Girão e Sargento Gonçalves.

Deputado federal pelo PL desde 2007, João Maia vai assinar a ficha do PP. Falta apenas a liberação da justa causa pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). João faz parte da ala do PL que ajuda Lula a aprovar pautas econômicas —grupo que varia entre 20 e 30 deputados. Inclusive, o potiguar votou a favor do novo arcabouço fiscal e da reforma tributária. Na semana passada, o deputado se encontrou com o ministro Alexandre Padilha (Secretaria de Relações Institucionais), responsável pela articulação política com o Congresso. João será um dos parlamentares que vai ajudar o Governo Lula a trazer os insatisfeitos do PL, e um dos caminhos será o PP.

Veja a coluna de Opinião deste sábado AQUI.

R$ 45 bilhões

A governadora Fátima Bezerra comemora o PAC do Governo Lula. São R$ 45,1 bilhões de investimentos em diversas áreas no RN. “Em qual momento de nossa história tivemos uma oportunidade extraordinária como esta?”, frisou a governadora ontem. Ao todo, são mais de 400 projetos e medidas institucionais no RN agregadas ao PAC envolvendo o governo estadual, prefeituras e iniciativa privada.

Sintonia

O vice-governador Walter Alves foi à Assembleia Legislativa e sentou com o presidente da Casa, o deputado estadual Ezequiel Ferreira (PSDB), e com o prefeito de Currais Novos, Odon Júnior (PT). Na pauta, além de questões institucionais, também houve política. Há uma articulação para juntar MDB, PSDB e PT em vários municípios do RN.

Sinais

O deputado federal Robinson Faria já deu sinais de que não consegue permanecer muito tempo junto à oposição radical do PL ao Governo Lula. O pai do ex-ministro Fábio Faria não ouviu, por exemplo, a orientação do ex-presidente Jair Bolsonaro para votar contra a pauta econômica petista. Robinson votou sim a favor do arcabouço fiscal e da reforma tributária. Ex-governador, Robinson sabe que não conseguirá segurar suas bases se não liberar recursos no Palácio do Planalto.

Mudança

O comunicador Luiz Almir admitiu nesta semana na 96 FM que não será mais candidato a vice-prefeito. O seresteiro prefere sair a vereador. O ex-prefeito Carlos Eduardo Alves (PSD) terá que arranjar outra figura com densidade eleitoral na Zona Norte de Natal.

Adeus a Binha

Morreu ontem no Hospital Rio Grande, em Natal, o agropecuarista caicoense Binha Torres, de 84 anos. Ele estava internado desde o fim de semana. Em maio passado, ele sofreu três AVCs e estava se recuperando. No sábado, sofreu um novo AVC e, na manhã de ontem, teve uma parada cardíaca. Os médicos tentaram reanimá-lo, mas não conseguiram. Binha foi vice-prefeito de Caicó e candidato a vice-governador de Wilma de Faria em 1994. Ele deixa 3 filhos e 5 netos. Era casado com Maria Veras Torres, que está com 79 anos.

Cassado

A Justiça Eleitoral cassou ontem o mandato do governador de Roraima, Antonio Denarium (PP), acusado de ter distribuído cestas básicas durante o período eleitoral de 2022. A decisão do TRE-RR (Tribunal Regional Eleitoral de Roraima) foi tomada por 4 votos a 3. Ele poderá seguir no cargo até a decisão definitiva do TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

Dia dos pais

O presidente Lula passou o Dia dos Pais ao lado da mulher, Janja, e longe de seus cinco filhos, nove netos e da bisneta. Um dos filhos dele, o caçula Luis Claudio Lula da Silva, postou no Instagram uma imagem antiga em que Lula aparece com os quatro filhos homens em uma varanda, e também com o neto, Thiago. Hum!

Internet

Os mais de R$ 200 milhões que o Governo Lula planeja investir na comunicação digital em 2024 têm por objetivo reduzir o domínio bolsonarista e atender a uma ordem do próprio Lula, a de haver maior presença na internet. O ministro Paulo Pimenta (Secom) afirma que uma das prioridades é o impulsionamento de conteúdo governamental.

Poder

O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, reconheceu que há atritos entre o Palácio do Planalto e a Câmara dos Deputados. Ele elogia a articulação como as lideranças da Casa, mas diz que a negociação não está sendo ‘fácil’. “O fato é que estamos conseguindo encontrar caminho. Não está fácil, não pense que está fácil. A Câmara está com um poder muito grande e ela não pode usar esse poder para humilhar o Senado e o Executivo. Mas, de fato, ela está com um poder que eu nunca vi na minha vida”, declarou.

Caso Genivaldo

O ministro da Justiça, Flávio Dino, assinou a demissão de três policiais rodoviários federais envolvidos na morte de Genivaldo de Jesus Santos em maio do ano passado em Sergipe. Kleber Nascimento Freitas, Paulo Rodolpho Lima Nascimento e William de Barros Noia foram denunciados sob acusação de terem asfixiado Genivaldo no porta-malas de uma viatura.

 

PSDB de Parnamirim se fortalece para as eleições municipais em outubro
Presidente da Câmara destaca unidade e estratégias para chapa de pré-candidatos
13/04/2024 às 17:13
‘Só por teimosia, Padilha vai ficar muito tempo’, diz Lula em reação a ataques de Arthur Lira
Presidente da República comparou trabalho do ministro das Relações Institucionais ao de um casamento
13/04/2024 às 08:00
Pesquisa Exatus “sinaliza mudança”, diz Nilda; Salatiel enfatiza “competitividade”
Ex-vereadora tem quase 30% na pesquisa e viu comunicador se aproximar após receber apoio do prefeito Rosano Taveira
13/04/2024 às 07:54
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.