BUSCAR
BUSCAR
Turismo
Jean sugere criar polo de economia criativa na Ribeira e Centro Histórico
Entre as principais ações para revitalizar a região, que é o berço da cidade de Natal, estão sugestões de medidas para fomentar a recuperação de casarões e atrair para o bairro um polo de economia criativa, além de estimular o crescimento da atividade pesqueira. Medidas, segundo candidato, não demandam grande despesa orçamentária
Redação
17/10/2020 | 05:09

Apesar do potencial turístico e do acervo histórico que abriga, o bairro da Ribeira, na Zona Leste de Natal, vive hoje um cenário de abandono. São prédios em ruínas, vias mal iluminadas e inseguras, estrutura precária e um grande contingente de pessoas em situação de rua e dependentes químicos.

O bairro, que já foi o principal centro comercial de Natal, atualmente está no esquecimento. Iniciativas anteriores para revitalizar a região foram frustradas. Tentativas de dar uma cara nova à Ribeira emperraram na falta de viabilidade e na pouca prioridade que as últimas gestões deram ao processo.

Na avaliação do candidato do PT à Prefeitura do Natal, Jean Paul Prates, não dá mais para esperar. Na avaliação dele, o poder público municipal precisa adotar medidas para revitalizar a região.

Jean registra que, além de resgatar a história da cidade, revitalizar a Ribeira significaria também fomentar a economia da cidade, tendo em vista o potencial turístico da região e a atividade econômica da pesca, que é forte no bairro e que pode ser ainda mais estimulada.

O candidato do PT incluiu no programa de governo um conjunto de 20 propostas para revitalizar o bairro da Ribeira e a região do Centro Histórico, o que também inclui a Cidade Alta. Entre as principais ações, estão sugestões de medidas para fomentar a recuperação de casarões e atrair para o bairro um polo de economia criativa, além de estimular o crescimento da atividade pesqueira.

A proposta de Jean Paul é que, a partir de investimentos públicos na região – como melhoria da infraestrutura e da segurança, implantação de internet via fibra óptica e a instalação de serviços da Prefeitura –, a Ribeira se transforme, gradualmente, em um ambiente mais atrativo para investimentos.

Somado aos investimentos públicos na parte estrutural, o candidato a prefeito pelo PT sugere a implantação de alguns incentivos para setores ligados à economia criativa. A ideia é criar um Território Criativo Digital, dando condições para que empreendimentos desse setor se instalem no bairro de forma mais facilitada.

Para ajudar nesse processo, Jean projeta uma parceria com a Justiça Estadual para montar um mutirão de regularização de imóveis do bairro. O candidato conta que atualmente, como a maioria dos prédios pertence a muitos herdeiros, qualquer tipo de intervenção no local é dificultado para aqueles que querem restaurar os prédios.

Esse trabalho, somado a incentivos para os donos, facilitaria a revitalização de muitos casarões. “Temos que dar segurança jurídica aos proprietários. Quem quiser reformar, terá todo o apoio da prefeitura”, conta Jean, acrescentando que também estuda realizar tombamento em áreas onde a iniciativa privada não consiga atuar.

Regularizados e reformados, esses prédios poderiam abrigar estabelecimentos da economia criativa, como negócios ligados à cultura, às artes, à arquitetura, design, moda, produtoras de vídeo, publicidade e à área de urbanismo, entre outras. Essa é a vocação natural da Ribeira, conta o candidato do PT.

Para a atividade pesqueira, a proposta de Jean Paul Prates é dotar o bairro de infraestrutura para fomentar o crescimento do setor. A ideia do candidato do PT é fazer uma integração das atividades pesqueiras e portuárias na infraestrutura urbana local.

“Há um potencial muito grande nessa área. Muita gente não sabe, mas o produto mais exportado de Natal é o pescado, o peixe fresco, congelado. É o maior produto da pauta de exportações de Natal. Para estimular mais esse setor, seria importante termos um polo de beneficiamento do pescado naquela região. Exportamos o pescado congelado inteiro. Acontece pouco processamento acontece ali”, finaliza.

Jean Paul afirma que qualquer intervenção na Ribeira precisa considerar esse potencial do bairro. Ele defende, por exemplo, mais agilidade no processo de definição sobre a gestão do Terminal Pesqueiro, que poderia abrigar uma central de beneficiamento do pescado.

O candidato do PT afirma que suas propostas para revitalização da Ribeira e do Centro Histórico não demandam muitos custos. Segundo Jean Paul, a maior ação do poder público deve ser na área do fomento, do incentivo e da parceria com outros órgãos públicos e instituições privadas para dar cara nova à região.

“O protagonismo é do setor privado”, conclui.

Propostas de Jean para a ribeira e centro histórico

  • Revitalização econômica e social do Centro Histórico de Natal, iniciando pelo incentivo à regularização e reabilitação dos prédios desativados (refinanciamento de débitos relativos ao IPTU);
  • Elaborar um conjunto de sinalização visual;
  • Mapeamento de imóveis desocupados ou sem destinação;
  • Parceria com Justiça para criação de uma vara temporária para acelerar a regularização fundiária e disputas de inventário;
  • Construção com a comunidade de um plano para manutenção da segurança local;
  • Mapeamento de principais corredores comerciais e áreas de interesse turístico;
  • Integração das atividades pesqueiras e portuárias;
  • Estabelecimento de um centro de assistência social (Cras/POP);
  • Fomentar a estruturação das Escolas de Samba;
  • Transformar a Ribeira num território de Economia Criativa com o incentivo à ocupação artística e cultural dos espaços abandonados e de suas ruas;
  • Fomentar a organização de um Território Criativo Digital abrangendo economia criativa;
  • Elaborar um Planejamento de intervenções na infraestrutura urbanística de modo a integrar as atividades econômicas atuais;
  • Delimitar a área viável para cabeamento para fibra óptica;
  • Criar o Centro de Produção Audiovisual do Natal;
  • Desenhar um plano de resgate dos velhos casarões;
  • Conceber um plano local de segurança e vigilância baseado no uso alternado do espaço, comercial e turístico de dia, e turismo e lazer à noite;
  • Designar ruas de acesso exclusivo para pedestres;
  • Articular um calendário de eventos turísticos e culturais integrando restaurantes e outras atividades correlatas, garantindo circulação de pessoas fora do horário comercial;
  • Fortalecimento de equipamentos públicos já existentes, tais quais o Museu da Cultura Popular, o Museu da Arte Sacra, e o Museu Ferroviário;
  • Aprimorar o transporte público e, firmar parcerias junto a aplicativos de mobilidade urbana para facilitar o acesso da população à região sem o uso de carros.
NOTÍCIAS RELACIONADAS
Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.