BUSCAR
BUSCAR
Corrupção
Irmãos sócios da Avianca são presos em nova fase da Lava Jato
Os irmãos são donos do Eisa – Estaleiro Ilha S.A, que tem contrato de construção de navios com a Transpetro e, segundo a investigação, era usado para pagamento de propina
Redação
19/08/2020 | 14:22

 Os empresários Germán Efromovich e José Efromovich foram presos em São Paulo na 72ª Fase da Operação Lava Jato nesta quarta-feira (19).

As duas prisões são preventivas e foram convertidas em prisão domiciliar com monitoramento eletrônico por conta da pandemia do coronavírus.

Além das prisões, seis mandados de busca e apreensão estão sendo cumpridos em Alagoas e no Rio de Janeiro na atual fase da operação, que foi batizada de “Navegar é Preciso”.

Os dois são irmãos e donos do Eisa – Estaleiro Ilha S.A, que tem contrato de construção de navios com a Transpetro e, segundo a investigação, era usado para pagamento de propina.

Os irmãos Efromovich também são sócios da Avianca Holdings, segunda maior companhia aérea da América Latina, que está em recuperação judicial. Nem a Avianca Holdings nem Ocean Air (nome oficial da Avianca Brasil, que teve falência decretada) são citadas na investigação.

Av. Hermes da Fonseca, N° 384 - Petrópolis, Natal/RN - CEP: 59020-000
Redação: (84) 3027-1690
[email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.