BUSCAR
BUSCAR
Mudança
Indicado para o STF, Mendonça deixa AGU; Bruno Bianco assume o cargo
Nomeação foi publicada na edição desta sexta-feira (6) do 'Diário Oficial da União'. Mendonça ainda precisa ser sabatinado e ter seu nome aprovado pelo Senado para poder ocupar vaga no Supremo
G1
06/08/2021 | 06:59

O presidente Jair Bolsonaro nomeou Bruno Bianco como novo ministro da Advocacia-Geral da União (AGU), no lugar de André Mendonça, indicado para o Supremo Tribunal Federal (STF). A nomeação foi publicada na edição desta sexta-feira 6 do “Diário Oficial da União” (DOU).

No cargo de advogado-geral da União, Bianco terá a responsabilidade de defender Bolsonaro em três inquéritos.

Na mesma edição do DOU, Bolsonaro exonerou André Mendonça do cargo de Advogado-Geral da União.

A indicação de Mendonça para STF foi oficializada no último dia 13, mas ainda precisará ser aprovada pelo plenário do Senado após ele ser sabatinado pelos senadores em comissão. Ele precisará da maioria (41) dos votos dos 81 senadores para se tornar apto a ocupar a cadeira de ministro da Suprema Corte. A sabatina e a votação ainda não têm data marcada.

Bianco é afinado com área econômica

Bianco foi secretário especial da Previdência Social e do Trabalho no Ministério da Economia e virou secretário-executivo do novo Ministério do Trabalho, recriado nos últimos dias pelo governo.

No lugar de Bianco na secretaria-executiva deve ser nomeado o atual secretário do Trabalho, Bruno Dalcomo, nome que agrada também ao novo ministro do Trabalho e Previdência Social, Onyx Lorenzoni, e principalmente ao ministro Paulo Guedes, da Economia.

A indicação de Bruno Bianco, responsável pelas negociações e elaboração da reforma da Previdência Social, tem como objetivo ter dentro da AGU um nome afinado com a área econômica e que tenha um olhar especial para causas que venham a ter impacto negativo sobre os cofres públicos. É o caso, por exemplo, dos precatórios, cujo valor a ser pago pela União vai passar de cerca de R$ 50 bilhões neste ano para R$ 89 bilhões em 2022.

Segundo assessores, o presidente pretendia aguardar a aprovação do nome de André Mendonça pelo Senado para a vaga aberta no STF com a aposentadoria do ministro Marco Aurélio Mello. Mendonça enfrentava resistências entre senadores, mas está conseguindo diminuí-las, e o Palácio do Planalto acredita na sua aprovação.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - redacao@agorarn.com.br
Comercial: (84) 98117-1718 - publica@agorarn.com.br
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.