BUSCAR
BUSCAR
Cultura
Com foco na história potiguar, IHGRN completa 121 anos e torna Álvaro Dias sócio
Prefeito de Natal tomou posse no último dia 20; Instituto abriga rico acervo histórico e cultural
Redação
06/12/2023 | 05:05

Comemorando 121 anos de existência, o Instituto Histórico e Geográfico do Rio Grande do Norte (IHGRN) elegeu o prefeito de Natal, médico e escritor Álvaro Dias (Republicanos) sócio da instituição, em cerimônia realizada no último dia 20. Ele agora ocupa a Cadeira número 179, que tem como patrono Máximo Medeiros.

Em março de 2022, o prefeito Álvaro Dias foi agraciado com o título de sócio benemérito da entidade. Agora, tornou-se sócio efetivo. “Fico honrado de fazer parte dessa instituição centenária que tanto serviço prestado tem para Natal e para o Rio Grande do Norte na preservação da nossa história e da nossa cultura, estimulando o debate sobre os fatos e acontecimentos históricos e a pesquisa de qualidade para a formação de leitores e pesquisadores. Vou me esforçar para somar aos demais membros do Instituto e contribuir para que nossa história e nossa cultura sejam valorizadas e preservadas para as novas gerações”, relatou Álvaro Dias.

O IHGRN é a mais antiga instituição cultural do RN, e possui um rico acervo de cultura, geografia e história do Estado e do Brasil. Possui um museu, que está aberto à visitação pública. Também promove exposições, palestras e outras atividades voltadas à manutenção e divulgação da cultura, história e geografia norte-rio-grandense.

Atualmente, o IHGRN não está aberto para pesquisa em seus acervos, já que a coletânea passa por processo de manutenção, classificação, catalogação, reorganização e digitalização a fim de, futuramente, dinamizar a consulta e permitir, de forma adequada, a utilização do material para consulta e pesquisa. Para ter acesso a algum documento, o interessado precisa fazer uma solicitação na sede do IHGRN para receber uma cópia digital.

Compreende entre seus sócios figuras proeminentes do Estado, intelectuais, professores, artistas, jornalistas e profissionais liberais. As atividades do Instituto são sustentadas financeiramente pelos próprios sócios e por recursos públicos mediante leis de incentivo à cultura e convênios.

Em 2023, foram realizadas 50 palestras no local através do projeto “Quinta Cultural”. Além disso, ocorre uma vez por mês o “Sábado Musical” com a presença de professores de música, que se apresentam no auditório do Instituto. Para 2024, o objetivo é promover encontros entre professores e alunos para debates sobre temáticas relevantes ao Instituto.

Presidente do Instituto se irrita e destrata reportagem

Presidente do IHGRN Joventina Simões Oliveira destratou equipe de repórteres
Presidente do IHGRN Joventina Simões Oliveira destratou equipe de repórteres. Foto: José Aldenir / Agora RN

Em entrevista presencial na sede do IHGRN, localizada na Cidade Alta, a advogada e presidente do Instituto Joventina Simões Oliveira se irritou com a equipe de reportagem do AGORA RN, composta por jornalista e repórter fotográfico, ao ser indagada sobre o trabalho exercido pelo Instituto.

“Aqui no prédio se trabalha. Fazemos pesquisa, recebemos um número enorme de estudantes, pesquisadores, curiosos que querem saber a história, temos um museu, uma biblioteca com 120 mil títulos, temos no nosso acervo coisas pré-históricas”, disse ela, irritada.

Questionada se o foco do IHGRN seria de estudo e formação de acervo para disponibilizar ao público, Joventina riu em tom de deboche. “Você [repórter] veio bem despreparada para fazer entrevista. Você não conhece Academias”, continuou ela.

As perguntas foram realizadas durante a entrevista com o objetivo de obter mais informações sobre a importância e funcionamento do IHGRN, com o propósito de apresentar o Instituto à sociedade potiguar que ainda não o conhece.

Quando perguntada sobre Álvaro Dias como sócio, Joventina confirmou que ele tomou posse. “É um assunto que não interessa. Sobre os membros, eu acho que a colocação você desconhece. O Instituto tem 200 membros, então não podemos nomeá-los. Talvez você conheça a atuação das Academias culturais. Todas elas são compostas de uma diretoria e de sócios que ajudam. Aqui no Instituto é na área da história, geografia, memória, genealogia. Você está querendo direcionar, que eu já entendi sua intenção, qual é critério para se chamar o sócio. O sócio vem para cá por experiências dentro de uma dessas áreas, seja pesquisa, publicação ou estudo”.

E continuou, mantendo tom de desdém: “Desde 2021, que ele [Álvaro] é sócio do Instituto. Acho que você está por fora, não existe nomeação, os sócios são escolhidos pela sua capacidade. Álvaro Dias é sócio em razão de ter feito uma pesquisa histórica. Nós sempre separamos o político do sócio”, disse ela, sem nomear a pesquisa em questão.

A reportagem não conseguiu contato com a assessoria de comunicação do IHGRN.

Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.