BUSCAR
BUSCAR
Aves
IDIARN reforça atenção para casos de gripe aviária; RN não terá suspensão de eventos
Estado não registrou casos; Brasil tem 135 casos ao todo
Redação
27/10/2023 | 09:10

O Instituto de Defesa e Inspeção Agropecuária do RN (Idiarn) reforçou atenção para sinais clínicos e sintomas de gripe aviária em aves, sendo necessário o contato imediato com o Idiarn. 

Em entrevista para o Agora RN, o instituto também informou que, apesar do decreto de emergência zoossanitária feito pelo governo do RN devido ao risco de proliferação da gripe aviária (Influenza Aviária H5N1), não terão restrições ou suspensões de eventos.

O estado seguiu uma recomendação do Governo Federal, o qual sugeriu aos estados que decretassem emergência sanitária e que fossem suspensos eventos com aglomeração de aves.

No entanto, pelo Rio Grande do Norte não ter registrado nenhum caso positivo, essa medida não é necessária, segundo o instituto.

“Quanto à exportação, o estado do RN não tem nenhuma planta frigorífica que exporte produtos de aves”, afirmou o diretor de defesa e inspeção sanitária animal do Idiarn, Renato Dias.

Ele reforça que “em caso de haver animais com sinais clínicos ou sintomas compatíveis com a Influenza Aviária, seja do curso respiratório ou do curso neurológico, entre em contato imediatamente com o Idiarn”.

Gripe aviária a nível Brasil

No Brasil foram confirmados pelo Ministério da Agricultura 132 casos da doença em aves silvestres no país.

Também foi informado que existem três focos em produção de subsistência, de criação doméstica, somando 135 casos.

No nordeste, o único estado que registrou casos foi a Bahia.

 

Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.