BUSCAR
BUSCAR
Do nada
Homem surta com funcionários de fast-food ao descobrir que ketchup acabou: “Você sabe quem eu sou?”; VEJA VÍDEO
Caso aconteceu no último fim de semana no McDonald's de ribeirão Preto, em São Paulo; "Toda vez eu sou tapeado aqui", esbravejou o homem
O Tempo
29/12/2020 | 17:23

Um homem teve um surto numa loja do McDonald ‘s, em Ribeirão Preto, interior de São Paulo, e, aos gritos, reclamou com funcionários por não ter ketchup na unidade. “Toda vez eu sou tapeado aqui, sempre acaba o ketchup. Está pensando o quê?”, berrou.

Ele partiu para cima de um cliente que, pelo vídeo, teria dito ser militar. O homem estava acompanhado de uma criança e se esquivou. Depois, ela ainda derruba produtos da loja até que um funcionário devolve seu dinheiro e o homem vai embora.

A confusão aconteceu no sábado 26.

Nessa segunda-feira 28, o homem identificado como Luiz Rodrigo Franco Zucoloto, gravou um vídeo e comentou o fato.

“Parece uma bobeirinha mas é direito de quem compra o lanche”. Ele também disse que os funcionários foram grossos com ele que, inicialmente, não queriam devolver o dinheiro, e que os vídeos que circulam em redes sociais não mostram todos os fatos.

Ao G1, Zucoloto lamentou o episódio. “Eu fico arrependido, lógico. Eu tive um problema lá e surtei. Fiquei com raiva porque eles tinham ketchup e não quiseram me dar. Eu surtei, fiquei nervoso e agora não sei como voltar atrás mais”, declarou.

Sorteio da Mega-Sena ocorre nesta quinta-feira
Prêmio está estimado em R$ 72 milhões
18/04/2024 às 09:39
Mulher que levou idoso morto a banco passa por audiência de custódia
Justiça decidirá se Érica será solta ou mantida na prisão
18/04/2024 às 09:22
Perícia inicial aponta que idoso levado ao banco morreu deitado
Polícia Civil recolheu imagens de câmeras de outros setores do shopping onde fica a agência bancária
18/04/2024 às 08:17
Defesa de mulher acusada de levar cadáver a banco afirma que idoso morreu no local
Sobrinha de idoso foi detida e acusada de tentativa de furto mediante fraude e desrespeito ao cadáver
17/04/2024 às 09:58
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.