BUSCAR
BUSCAR
Hermano Morais: “Carlos Eduardo é oportunista e traiu Aluizio Alves”

28/08/2012 | 21:15

A utilização do grande líder político do PMDB, ex-governador Aluizio Alves, pela propaganda eleitoral do candidato do PDT, Carlos Eduardo Alves, foi apontada como “incoerência” e “oportunismo” pelo candidato do PMDB, Hermano Morais. Segundo o peemedebista, Carlos traiu Aluizio ao deixar o PMDB para se filiar ao PSB, atendendo a uma exigência da então prefeita de Natal, Wilma de Faria, que seria candidata ao governo e deixaria a Prefeitura com seu vice, Carlos Eduardo.

“Quem pode melhorar tirar as conclusões acerca deste episódio é a própria população que o elegeu vice-prefeito do PMDB e viu, dois anos depois, sem nenhuma explicação que justificasse a sua mudança repentina de conduta política, migrar para outro partido, apenas e somente pelo seu desejo desmedido de chegar à prefeitura de Natal, de alcançar o poder de qualquer maneira. Eu diria que foi uma atitude muito oportunista”, analisou Hermano.

Hermano afirmou que o grande líder político do PMDB, Aluizio Alves, foi o principal responsável pela introdução de Carlos Eduardo na vida político partidária do RN. “O ex-prefeito, que teve toda a sua vida política construída no PMDB, partido que lhe deu oportunidade de ser vice-prefeito, procedeu sem o menor respeito ao PMDB e aos que fazem o PMDB, inclusive ao ex-governador Aluizio Alves, que foi o grande articulador da chapa naquela época, que garantiu a presença do PMDB na Vice-Prefeitura representada pelo meu hoje concorrente Carlos Eduardo”, acrescentou Hermano.

No programa eleitoral do PDT exibido ontem, Carlos Eduardo afirma que Aluizio Alves foi, para ele, o político mais importante que o Rio Grande do Norte já teve, numa estratégia que teria em vista minimizar a força do apoio de lideranças como Garibaldi Filho (PMDB) e Henrique Alves (PMDB) a Hermano. Segundo Hermano, a exploração de Aluizio por Carlos Eduardo, contudo, mostra que o pedetista está utilizando o líder peemedebista como “artifício eleitoreiro”. “Eu interpreto essa mensagem como artifício eleitoreiro, especialmente quando fica claro, para o eleitor, que depois de 20 anos o PMDB retorna à disputa e tem candidatura própria que cresce a cada dia”, analisou Hermano.

O Jornal de Hoje

 

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.