BUSCAR
BUSCAR
Coluna
Henrique vai ter coragem mesmo de disputar votos com Garibaldi para deputado federal?
Confira as últimas da política no Agora RN desta quinta-feira 30
Redação
30/12/2021 | 07:53

Em maio de 2010, há quase 12 anos, acontece uma festa dos 40 anos de vida pública dos primos Garibaldi Filho e Henrique Eduardo Alves, ambos então líderes do MDB. Era o ano da última vez que Henrique aos 61 anos de idade, então líder do MDB na Câmara, era reeleito com 189 mil votos para o 11º mandato consecutivo. O potiguar se igualou a marca atingida pela maior liderança da história de seu partido, o ex-presidente da Câmara Ulysses Guimarães (SP), morto em 1992. Apenas, o ex-deputado Manoel Novaes (BA), conseguiu 12 legislaturas (1933-1982), um recorde nacional.

Depois de chegar às vésperas de 2022, Henrique se encontrou com Garibaldi em cenário diferente. Em São Paulo do Potengi, uma noite de lançamento do livro “Monsenhor Expedito Sobral de Medeiros: Um arauto da dignidade humana no sertão potiguar”, do arcebispo de Natal, Dom Jaime Vieira da Rocha. Além dos primos, o hoje dirigente do MDB, deputado federal Walter Alves, cotado para vice na chapa da reeleição da governadora Fátima Bezerra (PT). O prefeito da cidade, Pacelli Souto do MDB apoia a dupla Garibaldi/Walter. Apenas o vereador Getúlio, que convidou Henrique.

Henrique acha que as vitórias e os recursos que teve na justiça em relação aos processos que responde e chegou a ser preso, serão suficientes para ultrapassar o nome de Garibaldi Filho, pré-candidato a deputado federal pelo MDB. Henrique vem dando demonstrações que não vai sair do partido. Chegou a articular a candidatura do primo, ex-prefeito Carlos Eduardo Alves (PDT) ao Senado, para tirar Walter Alves da chapa de Fátima. Mas, a militância e os deputados do PT não acham a menor graça em apoiar o adversário petista da eleição passada.

“Refrega”
O vereador Anderson Lopes (Solidariedade) protocolou na Câmara Municipal do Natal pedido de cassação do vereador Robério Paulino (PSOL). No foco, a apuração da conduta de Robério ao afirmar que colegas estariam envolvidos com o capital imobiliário durante a apreciação do plano diretor de Natal.

Reação e ação
Depois de um dia cheio de microfones, tendas e muito protestos em frente ao Palácio Felipe Camarão, protestos dos professores da capital, o prefeito Álvaro Dias fez uma reação, mas na Saúde. Ele anunciou o Centro de Enfrentamento à Gripe. Natal vive uma superlotação de hospitais privados e também de unidades públicas. A estrutura já funciona desde ontem, em Cidade da Esperança.

Nova onda?
Às vésperas do fim de ano, a epidemia de gripe também afeta ao menos 17 estados tem pressionado a demanda por atendimento hospitalar. Em cidades do litoral de São Paulo, por exemplo, os atendimentos diários de pacientes com sintomas gripais saltaram de 150 para mais de 600 —um aumento de 300%.

Mossoró
A governadora Fátima Bezerra continua pegando a estrada do interior de olho na sua reeleição. Voltou a Mossoró ontem e sancionou o projeto de autonomia financeira, da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN). O ato solene foi no Pátio da Reitoria, com todas as pompas.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.