BUSCAR
BUSCAR
Guamaré pede socorro pela seca, mas gasta R$ 7 milhões somente com festas

03/05/2012 | 23:05

Os gastos públicos são, em muitos casos, questões de prioridade para as prefeituras. Cada município elege com o que pretende investir mais e que atividade pode ficar em segundo plano. No Rio Grande do Norte, mais precisamente na cidade de Guamaré, a situação não é diferente. Lá, somente este ano, a gestão municipal já investiu mais de R$ 7 milhões com carnaval e festa de 50 anos da cidade. Contudo, agora, decretou estado de emergência devido a seca que assola o interior do Estado.

A eleição das prioridades foi tomada pelo atual prefeito da cidade, Emilson de Borba Cunha (PTN). Só para os festejos de emancipação política do município, que vão até domingo, foram gastos mais de R$ 1,8 milhão. Não é para menos. A gestão municipal gosta de investir nesse tipo de ação e contratou, entre outras atrações, a dupla Zezé de Camargo e Luciano, que vão tocar uma noite na cidade em troca de um cachê de R$ 450 mil.

Claro que a dupla Zezé de Camargo e Luciano não foram os únicos a receber para tocar nos festejos. A Prefeitura também pagou R$ 290 mil por Fábio Júnior, R$ 215 mil pela banda Cheiro de Amor, R$ 157 mil por banda Garota Safada e ainda R$ 398 mil pelo “pacote” Parangolé, Jumento Desembestado e Reginaldo Rossi. Ou seja, só com esses grupos, o Poder Executivo municipal gastou R$ 1,5 milhão. E não foi só. O prefeito contratou ainda o Forró da Pegada, por R$ 55 mil; a banda Feras, por R$ 35 mil; o grupo Amigos Sertanejos, por R$ 53 mil. Além da aquisição de fogos para show pirotécnico pela quantia de R$ 176 mil.

Do JH

Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.