BUSCAR
BUSCAR
Educação
Governo investe R$ 87 milhões na ampliação de 40 escolas estaduais
Investimentos são aplicados em obras de reestruturação, além da entrega de equipamentos laboratoriais e na climatização das unidades de ensino contempladas pelos recursos. Secretaria Estadual de Educação e Cultura também adotou medidas e soluções com recursos digitais e físicos de aprendizagem para atividades não-presenciais de ensino
Redação
23/11/2020 | 10:02

O Governo do Rio Grande do Norte iniciou o processo de ampliação de 40 escolas em todo o Estado. O investimento é de R$ 87 milhões com recursos do empréstimo junto ao Banco Mundial, a instituição financiadora do Programa Governo Cidadão, que é gerenciado pela Secretaria Estadual de Gestão de Projetos e Metas de Governo e Relações Institucionais (SEGRI).

Uma das escolas contempladas é a Escola Zila Mamede, no conjunto Pajuçara, na Zona Norte de Natal. A unidade está 70% executada e será concluída em dezembro próximo. A unidade atende 700 alunos e conta com 10 salas de aula, biblioteca, cozinha, refeitório, três laboratórios, anfiteatro, salas para professores e administração, quadra de esportes coberta.

Em outra unidade comtemplada, a Escola Estadual Vale do Pitimbu, que atende 205 alunos do ensino fundamental 1, agora conta com estrutura nova, moderna, laboratórios de ciências e robótica, e oferece educação especial. No conjunto Cidade Satélite, o programa de reformas beneficia a Escola Estadual Djalma Aranha Marinho que atende alunos do ensino fundamental 1 e 2 e da Educação de Jovens e Adultos (EJA) no período noturno. A unidade tem 596 alunos, 8 salas de aula, salas de vídeo, artes, biblioteca, sala de professores, laboratórios de informática e ciências.

O secretário de Educação Getúlio Marques explicou que, além de ampliar os espaços e oferecer instalações adequadas, as reformas nas escolas valorizam o professor e a comunidade.

Ensino remoto durante a pandemia

Diante da pandemia, o Governo do Rio Grande do Norte promoveu diversas ações para garantir educação de qualidade para os alunos da rede pública de ensino. A Secretaria Estadual de Educação e Cultura (SEEC) adotou medidas e soluções com recursos digitais e físicos de aprendizagem para as atividades não-presenciais nas escolas estaduais.

Segundo a SEEC, as atividades não-presenciais foram divididas em segmentos digital, impresso, radiofônico e televisivo. Um ambiente virtual foi criado para concentrar as atividades por meio da Escola Digital. Por meio do SIGEduc, os professores formaram turmas com seus alunos para compartilharem conteúdos didáticos. Ao todo, mais de 90 mil turmas já foram abertas no SIGEduc, com aulas, revisões, fóruns interativos e participação dos alunos.

Além disso, a SEEC lançou aplicativos voltados para facilitar a interação entre estudantes e professores, durante o período de distanciamento social, contribuindo também para o processo de aprendizagem. Disponíveis para os sistemas Android e IOS, os apps “EducaRN em Ação” e “Conferência SIGEduc RN” são gratuitos e tratam-se de ferramentas digitais cujo objetivo é possibilitar o acesso de conteúdos educacionais, bem como atuar como uma ponte que colabore com a comunicação à distância entre estudantes e professores.

As aulas também alcançaram a televisão. Foi assinado contrato de prestação de serviço com a Band Natal para a transmissão de aulas na TV. Ao todo, serão transmitidas 242 aulas gravadas e outros 16 aulões produzidos por mês. As transmissões televisivas permitem a exibição de conteúdos para os alunos do ensino fundamental, médio e da Educação de Jovens e Adultos (EJA), além dos aulões preparatórios para o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM).

Em Caicó e Macau, outra ferramenta utilizada para as atividades não presenciais é o rádio. O programa EJA em Ação, levado ao ar de segunda a sexta-feira pela Rádio Rural de Caicó, tem levado conteúdo da educação de jovens e adultos para os lares dos estudantes. Ainda de acordo com a SEEC, para quem não tem acesso, os alunos receberam conteúdos impressos, que foram entregues em casa ou retirados na sede da escola.

Retomada das atividades escolares no RN

O Conselho Estadual de Educação apresentou em outubro as diretrizes para retomada das atividades presenciais nas escolas da rede pública estadual. O documento tem por objetivo subsidiar a elaboração de protocolos com orientações normativo-pedagógicas e de biossegurança em todos os sistemas de educação do Estado e municipais do Rio Grande do Norte. A retomada das aulas presenciais nas escolas públicas da rede estadual está marcada para o dia 1º de fevereiro de 2021.

A carga horária relativa aos 25% restantes do ano letivo de 2020 será cumprida no período de 1º de fevereiro até 12 de março de 2021, com a efetivação do ensino híbrido, associando atividades presenciais e não presenciais.

As diretrizes para a retomada das aulas são fruto de discussões entre instituições de ensino e entidades públicas e privadas ligadas ao ensino potiguar. O coletivo iniciou as discussões para elaboração do documento na segunda quinzena de julho. De acordo com o texto publicado, que contempla o Sistema Estadual de Ensino, todas as unidades escolares devem desenvolver atividades não presenciais relativas aos períodos de suspensão das atividades, previstos nos Decretos Estaduais, computando o percentual de 75% da carga horária mínima de 800 horas, correspondente ao ano letivo de 2020, independentemente do quantitativo de dias letivos indicados no calendário escolar, até o dia 18 de dezembro de 2020.

A suspensão das atividades presenciais nas centenas de escolas administradas pela Secretaria de Estado da Educação, da Cultura e do Lazer (SEEC/RN) não impediram que os alunos nelas matriculados tivessem acesso à alimentação. Com investimentos em torno de R$ 9,8 milhões, o Governo do Estado viabilizou, através da SEEC/RN, a distribuição de 230 mil kits de alimentação escolar. Cada estudante das 615 escolas da rede estadual de ensino foi beneficiado e, neste mês, irão receber um novo kit de alimentação.

“Essa é a maior operação feita pela Educação do RN. Tivemos um primeiro momento, a entrega dos 24 mil kits aos alunos em vulnerabilidade social, para entendermos e aprimorar a logística nas entregas. Por determinação da governadora, elevamos esse número e concluímos a entrega de 216 mil kits, um para cada aluno, dando o apoio necessário às famílias que estão com os alunos em casa”, frisa Getúlio Marques, titular da SEEC.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.