BUSCAR
BUSCAR
Conflito em Roraima
Governo autoriza uso da Força Nacional na terra indígena Yanomami
Comunidade Palimiú fica em rota utilizada por garimpeiros e registra conflitos armados desde 10 de maio
Poder360
14/06/2021 | 09:17

O Ministério da Justiça autorizou o emprego da Força Nacional de Segurança Pública em apoio à Funai (Fundação Nacional do Índio) na Terra Indígena Yanomami.

Publicada no Diário Oficial da União desta segunda-feira 14, a portaria busca atender “as atividades e os serviços imprescindíveis à preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio, em caráter episódico e planejado”.

O emprego do contingente foi autorizado por 90 dias, prazo que poderá ser prorrogado, se necessário.

No mês passado, líderes indígenas afirmaram que duas crianças Yanomami, de 1 e 5 anos, foram encontradas mortas na comunidade de Palimiú depois de um ataque armado de garimpeiros contra indígenas, na Terra Indígena Yanomami em Roraima.

Na ocasião, o vice-presidente da Associação Yanomami Hutukara, Dário Vitório Kopenawa Yanomami, enviou nova carta a autoridades, para alertar sobre a insegurança a que a comunidade está submetida e pedir apoio emergencial.

Maior reserva indígena do Brasil, a Terra Indígena Yanomami tem 9,6 milhões de hectares entre os Estados de Roraima e Amazonas, onde vivem mais de 27.000 indígenas espalhados em cerca de 331 comunidades. Essa terra indígena foi homologada em 1992 e a atividade de garimpo nela é ilegal.

Metade da população desse território –um total de 13.889 indígenas– mora em comunidades a menos de 5 quilômetros de uma zona de garimpo, segundo levantamento divulgado pelo Instituto Socioambiental. A estimativa é que mais de 20.000 garimpeiros entram e saem dos territórios indígenas yanomami sem nenhum controle.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - redacao@agorarn.com.br
Comercial: (84) 98117-1718 - publica@agorarn.com.br
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.