BUSCAR
BUSCAR
Mandato de ministro

Gilmar critica ideia de mandato para ministro do STF, defendida por Pacheco

Ministro Gilmar Mendes também disse que o momento de proposição de mandato é inoportuno
Isabella Alonso Panho - Estadão conteúdo
03/10/2023 | 16:44

O decano do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Gilmar Mendes, criticou nesta terça-feira, 3, a proposta da criação de um mandato para os ministros da Corte. O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), defendeu nesta segunda-feira, 2, a abertura de uma discussão sobre o tema no Congresso depois que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) indicar o substituto de Rosa Weber.

“É comovente ver o esforço retórico feito para justificar a empreitada: sonham com as Cortes Constitucionais da Europa (contexto parlamentarista), entretanto o mais provável é que acordem com mais uma agência reguladora desvirtuada. Talvez seja esse o objetivo”, disse o magistrado nas redes sociais nesta terça-feira.

Ministro Gilmar Mendes - Foto: Reprodução
Ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) GIlmar Mendes / Foto: reprodução

Em entrevista nesta segunda, 2, Pacheco defendeu a criação de mandatos para os ministros do Supremo. Hoje, o cargo é vitalício Os membros da Corte têm aposentadoria compulsória aos 75 anos, tempo limite para um funcionário público exercer o cargo. Os magistrados, porém, continuam usufruindo do título, o que está de acordo com as regras previstas na Lei Orgânica da Magistratur a (Loman).

Gilmar também disse que o momento de proposição de mandato é inoportuno. “A pergunta essencial, todavia, continua a não ser formulada: após vivenciarmos uma tentativa de golpe de Estado, por que os pensamentos supostamente reformistas se dirigem apenas ao Supremo?”

Na véspera das declarações do decano do STF, Pacheco disse que “seria bom para o Poder Judiciário, para a Suprema Corte do nosso País, para a sociedade brasileira, termos uma limitação ao mandato de ministros do Supremo”. O senador também sugeriu que o Senado discuta o aumento da idade mínima para o ingresso no STF. Hoje, ela é de 35 anos.

“Essa é uma tese aplicada em outros países do mundo e, inclusive, defendida por ministros e ex-ministros do Supremo Tribunal Federal, e eu acho que é uma tese possível de ser debatida no Senado Federal”, disse o presidente da Casa na coletiva de segunda. No começo do ano, durante uma reunião de líderes, Pacheco já havia defendido a proposta do mandato fixo.

Lula também encampou a proposta durante uma entrevista. “Em 2018, no programa de governo do (Fernando) Haddad, estava a discussão de um mandado para o ministro da Suprema Corte. Eu não sei se na época era um mandato de 15 anos em que você poderia entrar e ficar 15 anos ou você poderia entrar a partir de uma idade e terminar aos 75. Eu acho que é um assunto que vamos discutir proximamente”, disse o presidente, no dia 21 de março deste ano.

Um dos cotados para a vaga na Corte, o ministro da Justiça Flávio Dino, também disse ser a favor de mandato para o Supremo. Ele é autor de um projeto de lei, de 2009, quando era deputado federal, que propõe um período de 11 anos. “Pode haver uma escolha desastrosa de um certo presidente, por exemplo, e ela ficará errando por 40 anos”, disse Dino em setembro, durante uma entrevista.

A proposta divide membros e ex-membros da Corte. Ricardo Lewandowski, por exemplo, que se aposentou em abril e foi substituído por Cristiano Zanin, disse ser a favor de um mandato que dure entre 10 e 12 anos. Já Alexandre de Moraes e Luís Roberto Barroso são contra a proposta.

STJ elege ministro Herman Benjamin para comandar o tribunal
Ministro Luís Felipe Salomão será o vice-presidente
23/04/2024 às 17:38
Deputado Tomba Farias critica presidente da Câmara de Afonso Bezerra
Vereadora Any Karine da Silva teria proibido a realização de uma Audiência Pública sobre a situação dos transportes escolares de Afonso Bezerra
23/04/2024 às 14:46
Câmara de Parnamirim lança o primeiro videocast jurídico do legislativo potiguar 
Debater a atuação do legislativo de forma descomplicada é o objetivo do primeiro videocast jurídico da Câmara de Parnamirim
23/04/2024 às 14:14
Lula aposta que economia em 2024 crescerá mais do que o previsto
Para presidente, investimentos não podem ser vistos como gasto
23/04/2024 às 12:31
Klaus Araújo defende estender gratificação a todos que atuam em urgências e emergências
Depois de visitar oito unidades de saúde, o vereador se prepara para apresentar a proposta ao Executivo, para a valorização de cerca de 600 profissionais que não recebem atualmente o benefício
23/04/2024 às 07:37
Quase 40 mil potiguares precisam regularizar título eleitoral até dia 8
Prazo é o mesmo para eleitores em situação irregular ou que desejem mudar domicílio, corrigir ou atualizar dados
23/04/2024 às 07:32
Gilmar Mendes determina conciliação em ações sobre marco temporal
Ações que tratam da questão ficam suspensas até decisão final da Corte
22/04/2024 às 21:50
Carmén Lúcia mantém condenação de Dallagnol por PowerPoint sobre Lula
Valor de indenização é de R$ 75 mil, com correção monetária. Carmén Lúcia manteve condenação do STJ
22/04/2024 às 20:13
Caiado diz que “política única” de segurança pública no Brasil é “bobagem”
Fala foi feita após Lewandowski e Sarrubbo defenderem um sistema único em seminário da Esfera Brasil
22/04/2024 às 20:01
Nikolas Ferreira rebate Whindersson Nunes após fala sobre testosterona
O deputado federal Nikolas Ferreira (PL-MG) rebateu uma postagem do humorista Whindersson Nunes após discurso durante ato de Bolsonaro
22/04/2024 às 19:02
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.