BUSCAR
BUSCAR
No topo
Fiat Toro passa Strada e é picape mais vendida em fevereiro. Veja o ranking
No pior fevereiro desde 2006, picape consegue liderança do segmento
Por Redação
07/03/2017 | 18:00

Em um dos piores meses desde 2006, o mercado automotivo nos reserva algumas surpresas. A Fiat Toro conseguiu alcançar a liderança e tornou-se a picape mais vendida do País em fevereiro, com 3.582 unidades. Assim, superou outra prata de casa, a Strada, que emplacou 3.289 veículos. É a primeira vez desde o seu lançamento que a Toro consegue chegar à liderança mensal, embora tenha chegado perto diversas vezes.

O bom resultado da Fiat Toro é um alento para a marca italiana, já que o modelo foi o sétimo mais vendido de fevereiro, ao considerar automóveis e comerciais leves. Sem contar as picapes, o carro da Fiat mais vendido do mês foi o Palio, com 3.082 unidades, seguido pelo subcompacto Mobi, com 3.049 veículos.  O Uno aparece lá embaixo, com 2.108 carros comercializados, o 19º entre os automóveis mais vendidos.

Onix lidera com folga

Com todo o mercado em queda, quem pode reclamar menos é a General Motors com as vendas do Chevrolet Onix. O compacto emplacou 11.980 unidades, quase o dobro que os 6.521 Hyundai HB20 vendidos em fevereiro. O Ford Ka vem em terceiro, com 5.765 unidades. Sem os problemas de produção, a Volkswagen consegue recuperar posições com o Gol, o quarto mais vendido de fevereiro, com 9.637 veículos. O Renault Sandero, agora com novos motores, vem na quinta posição, somando 4.181 unidades.

A chegada de novos rivais, até agora, não parece afetar as vendas do Honda HR-V, que continua nadando de braçadas. Emplacou 3.594 unidades, o que o torna o sexto veículo mais vendido de fevereiro. Seu rival Jeep Renegade emplacou 2.951 veículos e nem aparece no top 10, ocupando a 12ª posição, embora ainda seja o segundo SUV compacto mais vendido do Brasil.

Estreante, o Hyundai Creta começou a ganhar ritmo, somando 2.331 unidades vendidas, assumindo a terceira colocação entre os SUVs compactos. No acumulado, ainda perde para o Nissan Kicks, que vendeu 2.086 veículos em fevereiro, mas que conta 4.059 unidades desde janeiro – o Creta está com 3.519 unidades. O Ford EcoSport vai perdendo posições, agora como o quinto colocado do segmento, com 1.734 unidades vendidas em fevereiro – para piorar, só deve receber sua reestilização na metade do ano.

Recém-lançado e em um mês ruim, o Renault Captur aparece lá embaixo da tabela, com 258 unidades emplacadas. Somadas aos modelos de pré-venda e os que serão utilizados pela marca, está com 463 veículos emplacados desde janeiro, menos do que o Land Rover Discovery Sport, que custa quase quatro vezes mais. O Duster, posicionado abaixo do Captur, continua com um bom ritmo, vendendo 1.686 unidades.

O Jeep Compass está posicionado acima de todos esses SUVs compactos, tanto em tamanho quanto em preço. Ainda assim, está dando um banho em quase todos, com 2.719 unidades vendidas em fevereiro, menos do que o Renegade. A diferença está no acumulado, pois o Compass contabiliza 5.812 veículos emplacados desde janeiro, quase 200 acima do que o Jeep menor e mil unidades a menos do que o Honda HR-V.

Pior fevereiro desde 2006

Está cada vez mais difícil acreditar que o mercado automotivo já chegou ao fundo do poço. Segundo os últimos dados de emplacamento da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), as vendas de carros caíram novamente em fevereiro, alcançando 132.416 unidades, 7,77% a menos do que em janeiro. Esse é o pior resultado do mês desde 2006, quando foram comercializados 121.337 veículos.

A Fenabrave atribui o resultado ruim ao efeito da sazonalidade de início de ano – os dois primeiros meses, historicamente, sempre são ruins para as vendas de carros. A entidade tenta minimizar o impacto, afirmando que a média diária foi 12,7% maior do que em janeiro, com 6.969 unidades, contra as 6.923 do mês passado.  Se não fossem pelos quatro dias a menos, fevereiro teria fechado com mais 27.876 veículos, alcançando o patamar de 160.292, superando com facilidade as 143.581 unidades de janeiro.

Como não foi o que aconteceu, o mercado recua 14,88% no acumulado, com 429.076 unidades, contra as 504.067 dos dois primeiros meses de 2016. Ainda assim, a Fenabrave aposta em retomada para 2017, embora de forma moderada, começando a mostrar sinais de melhora no segundo semestre. “Dificuldades como essas, agregadas ao baixo índice de confiança, fizeram com que as famílias e as empresas se retraíssem em relação ao consumo, retardando a tomada de decisão para a compra de veículos novos”, explica Alarico Assumpção Júnior, presidente da Fenabrave.

 

 

 

Fonte: iG

 

Sede: Rua dos Caicós, 2305-D, Nossa Sra. de Nazaré. Natal/RN | CEP: 59060-700
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.