BUSCAR
BUSCAR
Transporte público
Fernando Freitas propõe ônibus com ar condicionado e com Wi-Fi, sem subir tarifa
Segundo candidato do PCdoB a prefeito de Natal, regras estarão no edital de licitação que a prefeitura lançará até março de 2021, caso ele seja eleito, para o sistema de transporte público. Ele também disse que vai exigir renovação de 100% da frota a cada quatro anos
Redação
31/10/2020 | 05:05

O candidato do PCdoB à Prefeitura do Natal, Fernando Freitas, afirmou nesta sexta-feira 30 que, se for eleito, vai exigir das empresas de ônibus da cidade que todos os veículos tenham ar condicionado e internet gratuita para os usuários.

Além disso, ele defende que toda a frota de ônibus seja renovada a cada quatro anos e que, inicialmente, pelo menos 25% dos carros tenham motor elétrico, para reduzir a emissão de gás carbônico para a atmosfera.
Atualmente, a idade média dos ônibus de Natal é de quase nove anos.

Segundo Fernando, todas essas regras estarão no edital de licitação que a prefeitura lançará até março de 2021, caso ele seja eleito, para o sistema de transporte público. O candidato afirma que, para operar em Natal, as empresas terão obrigatoriamente de passar pela concorrência pública e se comprometer a seguir todas as exigências, sem aumentar o valor da tarifa.

“Natal tem uma das tarifas mais altas de transporte coletivo. Então, temos gordura. É a terceira passagem mais cara do Nordeste. Temos gordura para isso. Vamos chamar um edital de licitação nos três primeiros meses e vamos colocar nesse edital a exigência de troca de 100% da frota em quatro anos, ônibus com ar condicionado e ônibus com internet gratuita”, afirmou o candidato.

Fernando Freitas foi o 4º convidado da série de entrevistas que o Agora RN está promovendo com os candidatos à Prefeitura do Natal. Além dele, a série já entrevistou Carlos Alberto (PV), Álvaro Dias (PSDB) e Hermano Morais (PSB), nesta ordem. Todas as sabatinas estão disponíveis na íntegra nas redes sociais. Na próxima segunda-feira 2, o convidado será Senador Jean (PT) – com transmissão ao vivo para Instagram, Facebook, YouTube e o portal do Agora RN.

O candidato do PCdoB criticou a proposta de adversários de instituir passe livre em Natal. De acordo com ele, a atual situação financeira da prefeitura não permite a implantação desse sistema. “Passe livre, como responsável que sou, não acho que seja possível. Tem alguns candidatos defendendo isso, mas era bom apontar de onde vem o orçamento. Mas fazer a modernização (é possível), trazer qualidade para os ônibus e para os abrigos”, destacou.

Segundo Fernando, a atual tarifa de ônibus de Natal – até R$ 4,00 – será suficiente para cobrir os custos das empresas e ainda gerar lucro. “Não vai ser necessário subir o preço das passagens. A concorrência nacional vai garantir esse preço. Vamos chamar a concorrência, quebrar o monopólio, quebrar todo esse sistema que não serve para a população”, enfatizou.

ARRECADAÇÃO

O candidato do PCdoB defendeu, ainda, a adoção de um plano municipal arrojado para aumentar a arrecadação própria da prefeitura. Auditor fiscal de carreira, Fernando Freitas disse que, se for eleito, vai propor a implantação de uma força-tarefa – com a participação da Justiça, do Ministério Público e de órgãos municipais – para cobrar impostos em atraso.

Segundo ele, é possível arrecadar cerca de 30% do estoque de dívida ativa da Prefeitura, que hoje é de R$ 1 bilhão. Com isso, cerca de R$ 300 milhões entrariam nos cofres da administração municipal. “Havendo essa articulação, a gente pode melhorar a eficiência da cobrança”, concluiu.

Fernando Freitas disse que vai sugerir também a adoção de um IPTU progressivo. Ou seja, quanto maior o tamanho do imóvel, maior a taxa paga pelos proprietários. Na avaliação dele, isso não geraria inadimplência, apesar de o valor do IPTU já ter subido, nos últimos dois anos, acima da média de anos anteriores. Ele chamou a medida de “justiça fiscal”.

“Vamos fazer isso de forma muito transparente, democraticamente. Não vamos tomar nenhuma decisão ao arrepio de um processo democrático e participativo. Nossa gestão vai ser de muito debate e participação popular”, afirmou o candidato, destacando ainda que vai reavaliar os reajustes concedidos em anos anteriores para corrigir eventuais distorções.

EDUCAÇÃO

O candidato do PCdoB defendeu, ainda, a adoção do projeto Escola Digital, que prevê, entre outras ações, a distribuição de tablets para cada estudante da rede pública municipal (ensino fundamental e EJA) e para os professores.

“Temos que botar tecnologia nas escolas, para gerar atenção e interesse dos alunos e da comunidade escolar como um todo. Transformar a escola em um berço de erradicação do analfabetismo, para formação e qualificação profissional. Precisamos dar vida às escolas, modernizando e as transformando em um berço de conhecimento”, disse ele.

Fernando Freitas afirmou também que, embora não se oponha ao projeto, não vai brigar pela implantação em Natal das escolas cívico-militares que o Governo Federal pretende instituir em todo o País. De acordo com ele, é possível impor disciplinas em “escolas civis”, principalmente a partir da valorização de professores e servidores.

SAÚDE

Na área da saúde, o candidato lamentou que Natal tenha menos equipes de saúde da família do que deveria – sendo que, além disso, muitas das existentes estão incompletas (sem profissionais suficientes). Ele afirmou que, se for eleito, uma de suas primeiras providências será determinar a realização de um concurso público para completar as equipes dos postos de saúde e que, ao longo da gestão, terá como meta ampliar as equipes.

“Vamos fortalecer a atenção básica de saúde. Vamos chamar concurso público para médicos, enfermeiros, agentes de saúde, odontólogos, fazer a complementação das equipes que estão incompletas e aumentar. Vamos ajeitar isso”, frisou.

O candidato do PCdoB ressaltou, além disso, que vai adotar tecnologia nas unidades de saúde, para acabar com arquivos de papel. Ele citou o exemplo da Policlínica da Ribeira, na Zona Leste de Natal, que armazena, segundo ele disse, cerca de 4 mil fichas de pacientes em papel, o que dificulta a agilidade no atendimento e o controle dos tratamentos.

“Vamos colocar no tablet o cadastro do usuário, a requisição, a ficha com relação a exames, prontuários, tudo informatizado”, concluiu.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.