BUSCAR
BUSCAR
Política
Fábio Dantas: “Fátima e o PT são sócios do atraso e do caos no RN”
Ex-governador criticou fato do RN ter investido só 5,3% da receita corrente líquida em obras e investimentos em 2021
Adenilson Costa
18/02/2022 | 09:32

“Fátima e o PT já estão há quase 30 anos no poder. Eles são os sócios do atraso e do caos do RN. Como sempre, a governadora vem seguindo o velho ABC dos petistas de escravizar nossa gente, transformando o Estado em um trem descarrilando, quando na verdade, deveria ser uma locomotiva de desenvolvimento”. Essa foi a crítica do ex-vice-governador do Rio Grande do Norte, empresário e advogado Fábio Dantas (Solidariedade), enfatizando que a governadora Fátima Bezerra (PT), investiu apenas 5,3% da receita corrente líquida em obras e outros investimentos em 2021, deixando o Rio Grande do Norte na antepenúltima colocação, em 25º lugar, em relação aos outros Estados da Federação, perdendo, inclusive para o Rio de Janeiro, que aplicou 2,7% da arrecadação no mesmo período,conforme dados do Tesouro Nacional.

Em entrevista exclusiva ao AGORA RN, nesta quinta-feira 17, Fábio Dantas explicou que, “o atraso que falo, corresponde à parcela da sociedade potiguar que não tem melhorias dos serviços públicos básicos, ofertados pelo Estado, especialmente em uma melhor qualidade de vida para a nossa gente. Esses dados só reforçam que não existe prioridade na base de investimentos da gestão de Fátima Bezerra e também das administrações anteriores e, dessa forma, o Rio Grande do Norte se transforma cada vez mais em um trem descarrilando, quando na verdade, deveria ser uma locomotiva que promovesse o desenvolvimento do nosso Estado”, explicou.

Para o ex-vice-governador, “Fátima e o PT são sócios do atraso do Estado. A governadora e o seu partido, tiveram as condições financeiras e não mudaram nossa realidade. Eles preferem, como sempre, seguir o velho ABC do PT de escravizar nossa gente, sem ofertar gastos públicos que elevam os investimentos para que nossa população possa ter mais riqueza e, consequentemente, melhores serviços públicos. Hoje não temos o básico. A oligarquia de Fátima e o PT somente vão afundar mais ainda nosso sofrido RN”, frisou.

Fábio Dantas afirma categoricamente, que o Rio Grande do Norte “não dá certo”, porque o PT, junto com Fátima Bezerra, participou dos quatro últimos governos do Estado, começando pela gestão da ex-governadora Wilma de Faria, Iberê Ferreira de Souza e Robinson Faria (PSD), para depois, sentar na cadeira de governadora e comandar o Estado.
De acordo com Fábio Dantas, a governadora Fatima Bezerra é, hoje, a maior oligarquia com mandato. “Ela está há 30 anos nos cargos mais abastados da nação, a professora do passado deu lugar à poderosa deputada estadual, federal, senadora e governadora do Rio Grande do Norte”, ressaltou Fábio.

O ex-vice-governador afirmou que nenhum outro político em atividade teve tantos cargos como Fátima e, é natural que nesse momento, a governadora faça a união com o MDB, porque ela vai usar o “poder” para tentar se “manter no poder”. Ele lembrou ainda que, “em 2008, Fátima perdeu a prefeitura de Natal, com o apoio de Carlos Eduardo e que durante sua vida política, a governadora tem se mostrado bastante incoerente, se aliando ou tomando decisões de acordo com a posição que exerce, tal como oposição ou situação, de acordo com o seus interesses pessoais para vencer eleições”, pontuou.

O RN registra queda. Esses dados apontados pelo ex-vice-governador, Fábio Dantas, foram divulgados pelo portal Poder360, conforme levantamento feito pelo Tesouro Nacional.

Esse levantamento foi realizado levando em consideração o 6º bimestre de 2020 e 2021, emitido em 10 de fevereiro de 2022. Estados e o Distrito Federal dobraram investimentos em 2021, o que gerou um crescimento médio de 102,7% e, apenas o Rio Grande do Norte registrou queda em relação ao ano anterior sobre os valores investidos em obras e afins.
Enquanto que Alagoas, aplicou 30,8% de sua receita corrente líquida em investimentos. É o maior percentual do país. A média é de 11,2%. A concessão do saneamento básico ajudou.

Já o Rio de Janeiro está na lanterna. O Estado que possui a 3ª maior receita (em tributos estaduais) do país, ocupa a última posição no ranking de percentual de arrecadação revertido em investimento. O Poder360 já mostrou que a região tem perdido competitividade frente aos seus pares em vários indicadores.

Brasília também está em baixa, na comparação com seus pares. A capital do país investe só 3,6% da sua receita corrente líquida. O governo local recebe por ano R$ 16 bilhões da União por ser sede dos Três Poderes. Quase todo o dinheiro vai para o salário de funcionários públicos – os mais bem pagos do país.

NOTÍCIAS RELACIONADAS
Sede: Rua dos Caicós, 2305-D, Nossa Sra. de Nazaré. Natal/RN | CEP: 59060-700
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.