BUSCAR
BUSCAR
Dor de cabeça
Estudante tenta trocar notebook com defeito, mas recebe pedaço de madeira
Compra foi feita em julho, mas caso até agora não foi solucionado
UOL
06/10/2020 | 06:04

As aulas presenciais foram suspensas durante a pandemia do novo coronavírus e a jovem Beatriz Staudinger, 19 anos, que mora no Recife, se viu na necessidade de adquirir um notebook para acompanhar o conteúdo ministrado online e estudar para o Enem. Mas nem imaginava nas dores de cabeça que teria com o aparelho, que foi entregue com defeito e foi trocado por um pedaço de madeira.

A compra foi realizada no último dia 17 de julho. No dia 29 do mesmo mês, o notebook foi entregue, mas a tela estava rachada. Imediatamente, Beatriz falou com o seu pai, o advogado Bruno Staudinger, 49 anos, que seguiu os procedimentos indicado para tentar solucionar o problema.

“Entramos em contato com as Casas Bahia através do site, e-mail e WhatsApp. Enviamos mensagens e explicamos o ocorrido. Deram o prazo de até 17 de agosto apenas para coletar o aparelho defeituoso”, informou ele.

De acordo com o pai da estudante, até a data combinada, as Casas Bahia não tinham feito a coleta do produto e pediu mais 10 dias úteis. “Como eu sou advogado e já trabalho com isso, reuni todas as provas, incluindo e-mails, documentos e mensagens e entrei com uma ação judicial. O juiz deferiu meu pedido, obrigando a empresa a trocar o aparelho em cinco dias corridos a partir da intimação, que ocorreu no dia 2 de setembro”, destacou.

Contudo, a troca não foi realizada e o advogado comunicou no dia 1º de outubro o descumprimento da decisão judicial. No mesmo dia, no período da tarde, a encomenda foi entregue. E veio mais uma surpresa desagradável: Beatriz, ao abrir a caixa, viu que tinha recebido apenas um pedaço de madeira.

“Uma coisa surreal, a gente não acreditou quando viu”, disse. “Pesquisamos em grandes lojas e aí escolhemos nas Casas Bahia, por acreditar na credibilidade e por ser uma das maiores do país”, declarou.

Ao contatarem as Casas Bahia, a empresa informou que não entregou o notebook, pois não tinha localizado o endereço. A família refutou a informação, juntou e divulgou nas redes sociais imagens e vídeos do recebimento da caixa.

“É um descaso, um absurdo. As Casas Bahia não resolvem. Hoje já é dia 5 e minha filha ainda está prejudicada”, ressaltou Bruno.

Após a repercussão do caso, a cliente foi informada que há uma data provável de entrega no próximo dia 13. A empresa Casas Bahia informou que repudia qualquer tipo de prática danosa ao consumidor e que está investigando, junto aos setores responsáveis, o que aconteceu com relação ao caso de Beatriz.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.