BUSCAR
BUSCAR
“Esquenta” para 2018

29/11/2017 | 05:40

O vice-prefeito de Natal, Álvaro Dias (foto, PMDB), assumiu ontem, mais uma vez, o comando da Prefeitura de Natal por causa da viagem de Carlos Eduardo Alves a Washington para participar do concurso UrbanLab. Depois da confusão provocada pela viagem dos dois a Disney em abril – quando a cidade ficou sem prefeito durante mais de uma semana – virou rotina Álvaro assumir para que Carlos vá resolver compromissos fora de Natal. Mais do que uma demonstração de que “aprenderam a lição”, o gesto parece mais um “esquenta” para 2018. Isso porque Álvaro assumirá definitivamente a prefeitura de Natal caso Carlos Eduardo renuncie para ser candidato a governador.

>> Alternativas. Um comentário do cientista político e analista Daniel Menezes mostra o quão dramática é a situação do governador Robinson Faria. Ele avalia que, no cenário de crise econômica atual, só há três fontes de receita disponíveis e de fácil acesso para custear o pagamento de salários atrasados dos servidores estaduais: saque no Funfir, poupança dos poderes ou ajuda federal. A primeira e a segunda opção parecem inviáveis, restando a terceira alternativa.

>> Chinela cantou. O clima ficou tenso ontem pela manhã durante uma manifestação de servidores grevistas em frente ao Detran, na Cidade da Esperança. Segundo informações que chegaram à coluna, a PM determinou que o ato não ocupasse a entrada da repartição, o que não teria acontecido. Houve uma tentativa de dispersão e então formou-se um pequeno tumulto. No meio da confusão, dois sindicalistas foram presos por “desobediência” e “resistência”. Candidata a prefeita de Natal em 2016, Rosália Fernandes (foto), uma das diretoras do Sindsaúde, foi uma das detidas.

>> Anúncio. Um dos fundadores do Instituto Millenium e do Banco Pactual, o economista Paulo Guedes poderá ser o ministro da Fazenda caso Jair Bolsonaro (PSC/Patriota) seja eleito presidente da República em 2018. O presidenciável admitiu a possibilidade em pronunciamento nesta segunda-feira, 27. Disse que está em fase de “namoro” com o economista.

>> Programa eleitoral. O ex-deputado federal João Maia, presidente estadual do PR, celebra o fim da propaganda partidária que as legendas exibem anualmente. Segundo ele, o dispositivo estabelecido na reforma eleitoral aprovada no Congresso no fim de setembro foi uma das melhores coisas que aconteceram ao Brasil nos últimos tempos. O último do PR, a ser veiculado em dezembro, está sendo gravado hoje.

>> Frente ampla. Dirigentes do PEN se reuniram no final de semana para começar a definir a estratégia do partido para as eleições de 2018. No encontro, ficou definido que a prioridade da legenda será fazer alianças com partidos que não tenham lideranças com mandato atualmente, casos de PT, PMDB, PSD e DEM. A ideia é formar uma frente partidária só com “novidades”.

>> Balão de ensaio? O nome do vereador Sueldo Medeiros (foto, PHS) começou a ser cogitado como uma das possibilidades para a eleição de 2018. Ele estaria arquitetando uma candidatura a senador no pleito do ano que vem. Resta saber se ele terá musculatura para tal

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.