BUSCAR
BUSCAR
Impasse
Equipe de transição de Allyson aciona MP contra Rosalba por impedir acesso às informações sobre Prefeitura de Mossoró
Somente no dia 30 de novembro ocorreu a primeira reunião entre as equipes de transição do prefeito eleito e da atual gestão
Redação
08/12/2020 | 12:30

O advogado Raul Santos, coordenador da equipe de transição do prefeito eleito de Mossoró, Allyson Bezerra (Solidariedade), deve apresentar junto ao Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) uma representação contra a atual prefeita Rosalba Ciarlini pelo não repasse de informações sobre a Prefeitura. A ação é prevista para esta terça-feira 8.

“Considerando-se a urgência e a necessidade de termos uma transição eficiente, e também considerando a aparente desídia da Prefeitura em fornecer os documentos necessários à equipe de transição, protocolarei, no MPRN, uma representação em desfavor da Prefeita em exercício”, justifica.

Apesar das tentativas de acesso às informações sobre ações, projetos e programas em andamento na capital do Oeste, Raul revela não ter alçado retorno da equipe de Rosalba. Faltando pouco mais de 20 dias para posse de Allyson, ainda não houve a atuação conjunta de integrantes da equipe designada pelo prefeito eleito e a administração corrente.

O advogado revela que havia uma perspectiva de que uma parte da documentação fosse entregue em 1º de dezembro e, depois, outra parte no dia 4. O que não aconteceu.

Raul explica ainda que o prazo acordado é 10 de dezembro para entrega de toda a documentação solicitada. “É o prazo limite do limite do limite do limite razoável. No dia 10 temos de ter não ‘a maioria’ da documentação, mas toda a documentação”, esclarece.

Tal medida, de acordo com ele, é necessária para garantir à nova gestão a oportunidade de atuar no programa de governo do novo prefeito desde o primeiro dia de mandato, preservando a sociedade do risco de descontinuidade de ações de grande interesse público.

“O início da gestão do prefeito eleito já está comprometido com esse tipo de comportamento antidemocrático e nada republicano. Quem perde é a coletividade. Não estamos falando de um negócio entre privados, mas de gestão pública que interessa a mais de 300 mil mossoroenses”, afirma.

Equipe protocola 19 ofícios junto à Prefeitura

A equipe de transição de Allyson protocolou até 30 de novembro, 19 ofícios cobrando à Prefeitura de Mossoró informações e documentos acerca dos serviços e contas do município.

Somente no dia 30 de novembro ocorreu a primeira reunião entre as equipes de transição do prefeito eleito e da atual gestão.

A equipe de transição de Allyson já esperava na própria reunião receber as informações solicitadas, mas isso não aconteceu. Fato que se mantém e prejudica o processo de transição das gestões.

NOTÍCIAS RELACIONADAS
PSDB de Parnamirim se fortalece para as eleições municipais em outubro
Presidente da Câmara destaca unidade e estratégias para chapa de pré-candidatos
13/04/2024 às 17:13
‘Só por teimosia, Padilha vai ficar muito tempo’, diz Lula em reação a ataques de Arthur Lira
Presidente da República comparou trabalho do ministro das Relações Institucionais ao de um casamento
13/04/2024 às 08:00
Pesquisa Exatus “sinaliza mudança”, diz Nilda; Salatiel enfatiza “competitividade”
Ex-vereadora tem quase 30% na pesquisa e viu comunicador se aproximar após receber apoio do prefeito Rosano Taveira
13/04/2024 às 07:54
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.