BUSCAR
BUSCAR
Cultura
Com entrega prevista para dezembro, Sandoval Wanderley pode não participar do Natal em Natal
Teatro está localizado no bairro do Alecrim e teve obras iniciadas em 2022
Luana Costa
25/11/2023 | 06:00

A Secretaria Municipal de Cultura/Fundação Cultural Capitania das Artes (Secult/Funcarte) afirmou que a obra do teatro Sandoval Wanderley, localizado no bairro do Alecrim, tem previsão de conclusão para o final de dezembro. Sem uma data específica de entrega, o espaço está dentro do cronograma de obras da prefeitura de Natal.

No entanto, a Secult informou que o teatro ainda está em obra física e a próxima fase está relacionada à instalação de equipamentos técnicos, como cenário, iluminação e som. Dessa forma, a secretaria afirmou que, mesmo com o anúncio da prefeitura anteriormente, ainda não há certeza de que o Sandoval Wanderley seja um dos palcos de apresentação para a programação do Natal.

Inaugurado em 1962, o teatro Sandoval Wanderley está repleto de memórias de shows, peças teatrais e ensaios. Até ser fechado para reforma em 2009, o Teatro Sandoval Wanderley passou por pequenos reparos. No entanto, por alguns anos o local apresentou riscos para o público e artistas.

Em entrevista ao AGORA RN em agosto, o artista Galvão Filho contou que na época em que fazia parte do grupo de teatro de rua Alegria, o teto do teatro caiu. “Na época em que o teto do teatro caiu, eu fazia parte do grupo de teatro de rua Alegria, Alegria e nós tínhamos ensaiado na noite anterior. Quando acordamos, vimos a notícia que o teto tinha desabado”.

Em 2022, o local iniciou o processo de requalificação. Após aprovação do projeto arquitetônico, foram anunciadas algumas mudanças internas para a obra, que custa R$ 6 milhões. Apesar da estrutura do palco arena, da fachada e da antiga bilheteria do teatro serem mantidas, o espaço das apresentações terá um longo teto de vidro que contribuirá para luz natural e algumas apresentações em horários com a presença da luz do sol.

Além disso, a parte inferior do teatro será reformada para ter salas multifuncionais para pequenas apresentações e ensaios, salas administrativas e a construção de um café, que terá a intenção de ser aberto não apenas quando tiverem espetáculos, mas como espaço de convivência no horário comercial.

Sobre a reinauguração, Galvão Filho diz acreditar que veio em boa hora para a cultura de Natal e espera que os órgãos públicos invistam nos trabalhadores e no local. “Espero que a prefeitura, assim como o governo do estado, tenham projetos voltados para o teatro e que invistam nos artistas, paguem cachês decentes para as pessoas que vão se apresentar e que ofereçam condições para a produção dos espetáculos. Porque se tem um bom investimento, terão bons espetáculo”.

Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.