BUSCAR
BUSCAR
Disputa
Em novo ‘round’ da corrida espacial dos bilionários, Bezos processa governo dos EUA por contrato com SpaceX, de Musk
Em abril, a agência espacial americana contratou a Space X para construir um foguete que levará astronautas à Lua
O Globo
16/08/2021 | 16:41

Em mais um capítulo da corrida espacial dos bilionários, a Blue Origin, empresa do ex-CEO da Amazon Jeff Bezos, processou o governo dos Estados Unidos pela decisão da NASA de assinar um contrato de US$ 2,9 bilhões com a SpaceX, de Elon Musk, dono da Tesla, para a construção de um novo módulo de pouso lunar.

No fim de semana, Musk anunciou que a nave espacial Starship estará pronta para o seu primeiro voo orbital nas próximas semanas. O feito deixará o bilionário um passo mais perto de seu sonho de realizar viagens orbitais, a exemplo do que já fizeram Bezos e o bilionário britânico Richard Branson, da Virgin Galactic.

A Blue Origin disse que sua ação, movida no Tribunal de Reclamações Federais dos EUA na sexta-feira, é “uma tentativa de remediar as falhas no processo de aquisição encontradas no Sistema de Aterrissagem Humana da NASA.”

O bilionário sir Richard Branson largou na frente e voou ao espaço no domingo, dia 11 de julho, antes de Jeff Bezos, mas não chegou tão alto quanto o fundador da Amazon dissz que iria chegar Foto: BRENDAN MCDERMID / REUTERS
O bilionário sir Richard Branson largou na frente e voou ao espaço no domingo, dia 11 de julho, antes de Jeff Bezos, mas não chegou tão alto quanto o fundador da Amazon dissz que iria chegar Foto: BRENDAN MCDERMID / REUTERS
O método usado pela Virgin Galatic para levar Branson e a tripulação ao espaço começou com um avião acoplado à nave SpaceShip Two Unity. O avião de dupla fuselagem levou a espaçonave a uma altitude de cerca de 45 mil pés, onde foi lançada Foto: Virgin Galactic / Divulgação
O método usado pela Virgin Galatic para levar Branson e a tripulação ao espaço começou com um avião acoplado à nave SpaceShip Two Unity. O avião de dupla fuselagem levou a espaçonave a uma altitude de cerca de 45 mil pés, onde foi lançada Foto: Virgin Galactic / Divulgação
Após sua liberação, um piloto lançou a nave ao espaço. As pessoas a bordo da espaçonave foram capazes de sentir a falta de gravidade por alguns minutos e tiveram uma ideia do que iriam sentir quando estivessem no espaço suborbital. Na foto, o interior da cabine da nave modelo VSS Unity Foto: Virgin Galactic / Divulgação / Via Reuters
Após sua liberação, um piloto lançou a nave ao espaço. As pessoas a bordo da espaçonave foram capazes de sentir a falta de gravidade por alguns minutos e tiveram uma ideia do que iriam sentir quando estivessem no espaço suborbital. Na foto, o interior da cabine da nave modelo VSS Unity Foto: Virgin Galactic / Divulgação / Via Reuters
A nave espacial da Virgin Galactic retornou à Terra por meio de um sistema semelhante ao movimento de uma peteca de badmington. A nave deslizou para fazer um pouso na pista nas instalações do Spaceport America, no Novo México Foto: HANDOUT / AFP
A nave espacial da Virgin Galactic retornou à Terra por meio de um sistema semelhante ao movimento de uma peteca de badmington. A nave deslizou para fazer um pouso na pista nas instalações do Spaceport America, no Novo México Foto: HANDOUT / AFP
O voo da Virgin ficou abaixo da chamada Linha de Kármán, marca de cem quilômetros considerada o limite entre atmosfera e espaço. Bezos prometeu ultrapassar essa fonteira Foto: VIRGIN GALACTIC / via REUTERS
O voo da Virgin ficou abaixo da chamada Linha de Kármán, marca de cem quilômetros considerada o limite entre atmosfera e espaço. Bezos prometeu ultrapassar essa fonteira Foto: VIRGIN GALACTIC / via REUTERS
Richard Branson (no centro), entre os funcionários da Virgin Galactic que embarcaram na primeira viagem como passageiros de sua nave VSS Unity Foto: Virgin Galactic / Divulgação
Richard Branson (no centro), entre os funcionários da Virgin Galactic que embarcaram na primeira viagem como passageiros de sua nave VSS Unity Foto: Virgin Galactic / Divulgação
A nave da Virgin Galatic tem câmeras instaladas junto à janela para que o passageiro possa fazer selfies com a Terra ao fundo Foto: Virgin Galactic / Divulgação / Via Reuters
A nave da Virgin Galatic tem câmeras instaladas junto à janela para que o passageiro possa fazer selfies com a Terra ao fundo Foto: Virgin Galactic / Divulgação / Via Reuters
Os bilionários Jeff Bezos (à esq.) e Richard Branson (à dir.) minimizam que haja uma disputa espacial entre eles Foto: AFP
Os bilionários Jeff Bezos (à esq.) e Richard Branson (à dir.) minimizam que haja uma disputa espacial entre eles Foto: AFP
A Blue Origin, de Bezos, usou um foguete reutilizável, o New Shepard, para chegar ao espaço. O voo, realizado na terça-feira, dia 20 de julho, foi o primeiro da empresa com passageiros e sem piloto. Foto: Divulgação
A Blue Origin, de Bezos, usou um foguete reutilizável, o New Shepard, para chegar ao espaço. O voo, realizado na terça-feira, dia 20 de julho, foi o primeiro da empresa com passageiros e sem piloto. Foto: Divulgação
Na viagem histórica da Blue Origin, Bezos esteve acompanhado de mais três tripulantes: seu irmão Mark Bezos, a pioneira espacial Wally Funk, de 82 anos, e o estudante de apenas 18 anos Oliver Daemen. Os dois útimos são a pessoa mais velha e a mais nova a irem para o espaço. Foto: JOE RAEDLE / AFP
Na viagem histórica da Blue Origin, Bezos esteve acompanhado de mais três tripulantes: seu irmão Mark Bezos, a pioneira espacial Wally Funk, de 82 anos, e o estudante de apenas 18 anos Oliver Daemen. Os dois útimos são a pessoa mais velha e a mais nova a irem para o espaço. Foto: JOE RAEDLE / AFP
Oliver Daemen foi a pessoa mais nova e a primeira a pagar para ir ao espaço. Ele foi no lugar do vencedor do leilão de US$ 28 milhões, que desistiu da viagem devido a compromissos conflitantes. Oliver ficou com o segundo melhor lance no leilão. Foto: Blue Origin / via Reuters
Oliver Daemen foi a pessoa mais nova e a primeira a pagar para ir ao espaço. Ele foi no lugar do vencedor do leilão de US$ 28 milhões, que desistiu da viagem devido a compromissos conflitantes. Oliver ficou com o segundo melhor lance no leilão. Foto: Blue Origin / via Reuters
“Desde meus cinco anos de idade eu sonho em viajar ao espaço”, disse Bezos em um post no Instagram sobre o lançamento do New Shepard Foto: CLODAGH KILCOYNE / REUTERS
O New Shepard decolou das instalações da Blue Origin no oeste do Texas. Ele é composto por um foguete e uma cápsula que tem espaço para seis pessoas a bordo Foto: Matthew Staver / Bloomberg
O New Shepard decolou das instalações da Blue Origin no oeste do Texas. Ele é composto por um foguete e uma cápsula que tem espaço para seis pessoas a bordo Foto: Matthew Staver / Bloomberg
A cápsula se desprendeu do foguete e viajou acima da Linha Karmán, uma fronteira imaginária a cerca de 62 milhas acima do nível do mar. O propulsor pousou suavemente em uma base a 3,2 quilômetros do local de lançamento, e o foguete tripulado desceu com o peso amortecido por três grandes paraquedas Foto: Divulgação
A cápsula se desprendeu do foguete e viajou acima da Linha Karmán, uma fronteira imaginária a cerca de 62 milhas acima do nível do mar. O propulsor pousou suavemente em uma base a 3,2 quilômetros do local de lançamento, e o foguete tripulado desceu com o peso amortecido por três grandes paraquedas Foto: Divulgação

A emppresa acrescentou que acredita que “as questões identificadas nesta aquisição e seus resultados devem ser tratados para restaurar a justiça, criar concorrência e garantir um retorno seguro à Lua pela América.”

No mês passado, o Government Accountability Office (GAO) ficou do lado da Administração Nacional de Aeronáutica e Espaço sobre sua decisão de escolher um único provedor de um novo módulo de aterrissagem lunar, rejeitando o protesto da Blue Origin.

O processo da Blue Origin permanece sob sigilo. A NASA deve apresentar uma resposta ao processo até 12 de outubro.

A Blue Origin e a empreiteira de defesa Dynetics argumentaram que a NASA era obrigada a fazer várias licitações. O GAO disse que “negou os argumentos de protesto de que a NASA agiu de forma inadequada ao conceder um único contrato à SpaceX”.

Blue Origin, a empresa de foguetes fundada pelo bilionário Bezos, fundador da Amazon.com, disse antes que continuava convencida de que havia “questões fundamentais” com a decisão da NASA e que o GAO não foi capaz de resolvê-las “devido à sua jurisdição limitada”.

CEO da Tesla e SpaceX se muda para casa com estilo minimalista e sem espaço para luxos Foto: Reprodução/Boxabl
CEO da Tesla e SpaceX se muda para casa com estilo minimalista e sem espaço para luxos Foto: Reprodução/Boxabl
Casa pré-fabricada é chamada e Casita e possui sala, quarto, cozinha e banheiro Foto: Reprodução/Boxabl
Casa pré-fabricada é chamada e Casita e possui sala, quarto, cozinha e banheiro Foto: Reprodução/Boxabl
Bilionário optou por se mudar com a sua esposa, a cantora Grimes, e seu filho mais novo,  X Æ A-XII, para um pequeno lar Foto: Reprodução/Boxabl
Bilionário optou por se mudar com a sua esposa, a cantora Grimes, e seu filho mais novo, X Æ A-XII, para um pequeno lar Foto: Reprodução/Boxabl
Casa de Elon Musk é pre-moldada e tem apenas 37m² Foto: Reprodução
Casa de Elon Musk é pre-moldada e tem apenas 37m² Foto: Reprodução
Módulo fica dentro das instalações de teste da SpaceX, no sul do Texas, nos Estados Unidos, onde está sendo construído o foguete gigante “Super Heavy” de Musk Foto: Reprodução/Boxabl
Módulo fica dentro das instalações de teste da SpaceX, no sul do Texas, nos Estados Unidos, onde está sendo construído o foguete gigante “Super Heavy” de Musk Foto: Reprodução/Boxabl
De acordo com informações do site Teslarati, casa pré-moldada de Musk é tão leve que pode ser rebocada por um Tesla Model X Foto: Reprodução/Boxabl
De acordo com informações do site Teslarati, casa pré-moldada de Musk é tão leve que pode ser rebocada por um Tesla Model X Foto: Reprodução/Boxabl

A Blue Origin acrescentou que continuará a defender dois fornecedores imediatos, pois acredita que essa seja a solução certa.

A NASA, que não comentou imediatamente sobre o processo da Blue Origin, disse em julho que “a decisão do GAO permitirá que a NASA e a SpaceX estabeleçam uma linha do tempo para o primeiro pouso tripulado na Lua em mais de 50 anos.”

Procurada, a SpaceX não comentou imediatamente a questão.

Nasa fecha contrato com SpaceX para construir foguete que levará astronautas à Lua na missão Artemis Foto: JOE SKIPPER / REUTERS
Nasa fecha contrato com SpaceX para construir foguete que levará astronautas à Lua na missão Artemis Foto: JOE SKIPPER / REUTERS

A NASA buscava propostas para uma espaçonave que levaria astronautas à superfície lunar como parte de seu Projeto Artemis de levar humanos à lua pela primeira vez desde 1972. Em abril, a NASA concedeu à SpaceX um contrato para construir essa espaçonave já em 2024.

A Blue Origin alegou que a NASA deu à SpaceX uma vantagem injusta ao permitir que ela revisasse seus preços. Bezos se ofereceu para cobrir até US$ 2 bilhões em custos da NASA se a agência espacial americana concedesse à Blue Origin um contrato para realizar o novo pouso lunar.

Turismo espacial

Musk e outros dois bilionários disputam uma acirrada corrida pelo turismo espacial. O empresário britânico Richard Branson, fundador da Virgin Galactic, completou um voo teste suborbital no dia 11 de julho com outros 5 membros de sua tripulação.

No dia 20 do mesmo mês, foi a vez do bilionário Jeff Bezos. Ele embarcou na cápsula New Shepard, foguete feito por sua empresa Blue Origin, e realizou o primeiro voo suborbital tripulado a ir ao espaço sem piloto.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.