BUSCAR
BUSCAR
Cultura potiguar
Em busca do próprio caminho musical
Escola religiosa em Currais Novos, banda de rock em Porto Alegre e carreira solo na capital potiguar: conheça as etapas da cantora Heli Medeiros
Nathallya Macedo
13/07/2020 | 23:04

A vida de Heli Medeiros teve várias fases. Nascida em Currais Novos, no Seridó potiguar, a jovem iniciou a carreira artística com apresentações musicais na escola religiosa que frequentava aos 12 anos. “Para a surpresa de todos, uma freira percebeu que eu tinha talento e me incentivou a cantar”, revelou.

Após os primeiros passos como cantora, a potiguar precisou se mudar com a família para Porto Alegre, no Rio Grande do Sul. Aos 15 e com grandes sonhos nas malas, a artista começou a conquistar espaço na cena gaúcha. “Entrei para uma banda de rock. Era um projeto independente, com letras autorais, e me aproximou muito mais da arte”, relembrou.

Já em 2011, ela retornou para terras potiguares, desta vez para morar em Natal. Entre faculdades de fonoaudiologia e teatro, Heli se considera mesmo musicista. “Mas acredito que os cursos me ajudaram como cantora: fono, para melhorar minha pronúncia. Teatro, para me proporcionar presença de palco”.

Depois de diversos estilos, costumes e ambientes, a artista agora se prepara para encontrar o próprio caminho. “Gostar de gêneros diferentes me moldou de uma forma singular. Já fui apaixonada por rock, mas atualmente me dedico ao samba, MPB, jazz e bossa nova”, contou.

O próximo plano é lançar, em breve, um álbum de canções feitas especialmente para a voz fascinante de Heli. “Quero deixar de fazer apenas covers e pretendo mostrar minha identidade, características e gostos. Quando chegar a hora de apresentar um trabalho pessoal, será o resultado de um longo processo de autoconhecimento”.

Terça da Boa Música

Nesta terça-feira (14), a partir das 18h, Heli Medeiros vai se apresentar em uma live promovida pelo projeto “Terça da Boa Música”. Ao lado de Pedro Lucas, a cantora vai levar um repertório cheio de referências da MPB em diferentes épocas. “Teremos músicas mais antigas e algumas recentes: Lenine, Chico César, Marisa Monte, Vanessa da Mata…”.

O novo projeto consiste em shows virtuais de artistas da terra, com o objetivo de oferecer ao público música brasileira de qualidade e de diversos gêneros, seja instrumental ou autoral, enquanto arrecada doações para instituições do estado, através do Fundo Transforma Brasil no Rio Grande do Norte. “A iniciativa é linda. Vamos movimentar cantores e bandas locais e também iremos ajudar a quem precisa”, finalizou Heli.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.