BUSCAR
BUSCAR
Política

Elon Musk deve depor por videoconferência à Câmara sobre Moraes

Comissão de Segurança Pública da Câmara dos Deputados aprovou convite para que Elon Musk deponha ao parlamento brasileiro
Redação
23/04/2024 | 18:29

A Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado da Câmara dos Deputados aprovou nesta terça-feira 23 dois convites para audiência com o empresário Elon Musk, dono do X, antigo Twitter. A comissão quer esclarecimentos sobre as acusações feitas por Musk contra o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF) e do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), com relação ao bloqueio de perfis na plataforma.

O autor de um dos requerimentos, deputado Ubiratan Sanderson, explica que as audiências podem acontecer por videoconferência, em data a ser agendada com o empresário.

Elon Musk, proprietário do X, Tesla e Space X / Foto: reprodução
Elon Musk, proprietário do X, Tesla e Space X / Foto: reprodução

“A Comissão de Segurança vai entrar em contato com o Twitter para agendarmos uma data para o depoimento do Elon Musk, que poderá ser por videoconferência”, afirmou Sanderson.

Nos bastidores, é dado como certo que Elon Musk aceitará o convite para depor sobre o que ficou conhecido como “Twitter files”.

No requerimento, Sanderson afirma que as prátricas descritas por Musk podem configurar crime de abuso de autoridade supostamente cometido por Moraes.

“Em 7 de abril de 2024, foi veiculada na imprensa a notícia de que a rede social X (Twitter) estaria supostamente sendo censurada por agentes públicos brasileiros. As práticas narradas pelo empresário Elon Musk, em tese, configuram o crime de abuso de autoridade”, alegou o deputado.

O outro pedido de audiência com Musk, assinado pelo deputado Fabio Costa, incluiu o jornalista Michael Shellenberger, autor do “Twitter Files”. A audiência também deve ocorrer por videoconferência.

“Esses documentos sugerem que o presidente do TSE [ministro Alexandre de Moraes] teria solicitado informações pessoais e conduzido monitoramentos de usuários por hashtags específicas, inclusive de parlamentares federais, o que levanta questões quanto à conformidade com as leis brasileiras”, disse o deputado, no requerimento.

Com informações do portal Metrópoles

NOTÍCIAS RELACIONADAS
PSDB de Parnamirim decide permanecer na base de apoio de Taveira
Articulação junto ao PSDB foi realizada pelo deputado estadual Taveira Júnior (União Brasil)
18/05/2024 às 13:05
Isolda mantém nome na disputa em Mossoró:“Estamos no jogo”
Deputada estadual reafirma compromisso do PT com candidatura própria, mas mantém diálogo com outras forças políticas para unificar a oposição e enfrentar o prefeito Allyson
18/05/2024 às 07:02
Carlos Eduardo não deve recorrer de decisão que absolveu Rogério Marinho
Ex-prefeito é aconselhado a focar nas eleições municipais após TRE-RN absolver Marinho de acusação de abuso de poder econômico e político
18/05/2024 às 07:00
Presidente do PSDB confirma Datena como pré-candidato do partido a prefeito de São Paulo
Agora, o partido trabalhará com a possibilidade de uma chapa-pura para a disputa municipal
17/05/2024 às 21:59
Moraes pede que PGR avalie arquivamento de inquérito contra Bolsonaro
Ação investiga denúncia de interferência do ex-presidente na PF
17/05/2024 às 21:38
Toffoli gasta R$ 100 mil do STF com diárias de um segurança em Londres e Madri
Supremo diz que contratar segurança no exterior é mais caro; quantia corresponde ao pagamento de 25 diárias
17/05/2024 às 19:26
Zanin suspende por 60 dias decisão que barrou desoneração da folha
Zanin suspende por 60 dias decisão que barrou desoneração da folha
17/05/2024 às 19:15
Bolsonaro pede indenização de R$ 50 mil a Boulos por falas sobre morte de Marielle Franco
Além do pagamento em dinheiro, o ex-presidente pede que Boulos se retrate nas redes sociais
17/05/2024 às 12:54
General Girão se defende: “Não vi preocupação com o povo gaúcho”
Girão foi apontado pelo Psol como disseminador de desinformação e notícias falsas sobre os resgates dos atingidos pela tragédia climática no Rio Grande do Sul
17/05/2024 às 08:11
Barroso propõe tese para evitar assédio judicial contra jornalistas e imprensa
STF vai continuar na quarta-feira 22 julgamento de ações propostas por associações de jornalismo contra a prática usada para constranger profissionais
16/05/2024 às 20:42
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.