BUSCAR
BUSCAR
Voto consciente
Eleições 2020: veja dicas para votar com segurança
Horário das eleições foi ampliado em uma hora, com o intuito de evitar aglomerações nos respectivos locais de votação
Redação
14/11/2020 | 09:10

No próximo domingo 15, eleitores do Brasil inteiro vão às urnas para eleger os prefeitos e vereadores de cada município do País. Por causa da pandemia do novo coronavírus, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) adotou algumas medidas para que a votação seja feita com segurança.

Em todo o Rio Grande do Norte, 2.447.178 eleitores estão aptos a irem às urnas no domingo. 

As Eleições 2020 ocorrerão em 1.521 locais de votação, onde estarão organizadas 7.168 seções eleitorais, com disponibilidade de 7.676 urnas eletrônicas – entre urnas instaladas nas seções eleitorais, urnas de contingência e urnas reservas. Atuarão no pleito 26.188 mesários, coordenados por 5.485 supervisores e um conjunto de colaboradores distribuídos em 200 pontos de apoio.

 Na capital Natal, o número de eleitores aptos é de 560.929, o que representa cerca de 22,9% do total. Serão 1.249 urnas eletrônicas instaladas e mais 65 voltadas a contingências, além de 85 urnas reservas. Ao todo, foram formalizados 521 pedidos de registros de candidaturas a prefeito e 528 a vice-prefeito no Estado. 

Este ano, o horário das eleições foi ampliado em uma hora, com o intuito de evitar aglomerações nos respectivos locais de votação. Desta forma, o horário que os eleitores poderão ir às urnas será de 7h às 17h e com um horário preferencial para pessoas com mais de 60 anos, das 7h às 10h. 

Os eleitores com idade inferior a 60 anos que comparecerem ao local de votação não serão impedidos de votar, mas deverão aguardar no fim da fila ou em fila separada.

Segurança Sanitária

Foi elaborado um plano de Segurança Sanitária da Justiça Eleitoral, conforme as recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS), determinando que todas as seções devem dispor de álcool em gel e as filas deverão ter demarcações no chão para sinalizar o distanciamento mínimo de 1 metro entre os eleitores.

Além disso, a Justiça Eleitoral deverá fornecer aos mesários máscaras de proteção facial, viseiras plásticas, álcool em gel de uso individual e álcool 70% para a higienização das superfícies e dos objetos na seção eleitoral.

Uso de máscara ou viseira

O uso de máscara ou da viseira nestas eleições será obrigatório. O eleitor que não estiver usando máscara ou viseira de proteção facial será barrado da votação. Caso haja tentativa forçada de votação, a Polícia Militar poderá ser acionada pelo chefe da seção eleitoral.

Identificação biométrica

Para evitar o contágio do Covid-19 durante a votação, a identificação biométrica não será exigida. O uso do álcool em gel pode atrapalhar a identificação e atrapalhar e atrasar o eleitor durante a votação. 

O TSE recomenda que os eleitores baixem o aplicativo do E-Titulo para que a via digital funcione como documento oficial, evitando o manuseio de documentos de papel. No entanto, o eleitor pode levar algum outro documento oficial com foto: carteira de identidade, CNH, carteira de trabalho,  passaporte ou carteira de categoria profissional.

Caneta

Como não haverá a leitura biométrica disponível, o Tribunal Superior Eleitoral orienta que cada eleitor leve sua própria caneta para assinar o caderno de votação com a foto e o nome do eleitor. Isso para evitar o compartilhamento do objeto durante a votação. O eleitor também pode aproveitar para usar a caneta no momento de apertar as teclas da urna, caso não queira ter contato diretamente com o objeto. As urnas serão higienizadas por técnicos designados pelo TRE e cartórios eleitorais a fim de evitar qualquer dano.

NOTÍCIAS RELACIONADAS
Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.