BUSCAR
BUSCAR
Humilhação
“Ele chegou em casa chorando”, diz esposa de ambulante humilhado por policial militar
A ação do policial foi filmada. Ele jogou o carrinho de frutas no chão e o ambulante permaneceu no local juntando os produtos
Redação
29/08/2020 | 13:58

Morador da comunidade Floresta, em Fortaleza, João Vitor foi humilhado por um sargento da Polícia Militar do Ceará, quando estava tentando vender frutas e verduras no bairro Presidente Kennedy. A situação foi filmada por testemunhas e viralizou na tarde desta quinta-feira 27 nas redes sociais.

Nas imagens, o policial joga no chão o carrinho de João Vitor, que depois tenta juntar as frutas e verduras. Dois policiais foram afastados após repercussão do caso.

A esposa do ambulante, Iza Maria, conta que o marido chegou em casa ferido e bastante triste com humilhação sofrida. “Ele chegou chorando, dizendo que tinha sido oprimido e humilhado por um policial. O vídeo já estava nas redes sociais, foi quando ele me mostrou. Eu também chorei. Ele tá com a perna ferida por conta do chute no carrinho”, diz.

Iza conta que o dinheiro que seria apurado nesta quinta-feira, 27, era para o supermercado da família. “Ele vende frutas e verduras. O dinheiro que ia apurar hoje seria fazer as compras, porque não temos mais arroz e nem macarrão em casa. Um dos policiais que ficam na cabine de segurança aqui do bairro é cliente dele. Ele não me disse o por quê tanta violência. Vários clientes dele estavam no local e filmaram a situação”, comenta.

Doações

A família do ambulante João Vitor está aceitando qualquer tipo de doação, inclusive dinheiro para ajudar no pagamento do aluguel de R$ 350. Para realizar as doações, entrar em contato com o número (85) 9.92368588.

*Com informações do O Povo

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.