BUSCAR
BUSCAR
Informe publicitário

Educação entra em nova fase no RN

Entrada em funcionamento dos IERNs, ampliação das matrículas em tempo integral e Geração Conecta são apostas do Governo para melhorar a qualidade do ensino
Redação
28/10/2023 | 05:00

Emily Beatriz e Sabryna Myllena são estudantes da Escola Estadual Lauro de Castro, na Cidade da Esperança, em Natal. Ambas têm 13 anos, estão no 8º ano e já fazem planos para quando concluírem o ensino fundamental em 2024. Bia, como é chamada pelos colegas, participou da plenária de escolha dos cursos técnicos que serão oferecidos pela unidade do Instituto Estadual de Educação Profissional, Ciência, Tecnologia e Inovação do Rio Grande do Norte (IERN) que está sendo construído perto dali, no Bom Pastor, bairro da zona oeste de Natal.

Bia, que se orgulha das notas em português e da facilidade que tem para se expressar, quer entrar num curso profissionalizante enquanto estuda para fazer Direito na universidade, seu objetivo. O forte de Sabryna é a matemática, mas ela quer ser médica. Ela espera a entrada em funcionamento do IERN para ingressar em um dos cursos profissionalizantes quando concluir o ensino fundamental.

MG 8172
As experiências mostram a diversidade de ações desenvolvidas na rede. Foto: Carmen Felix

A construção de escolas de referência na educação profissional e desenvolvimento de tecnologias, levando em conta a realidade local, é uma das apostas do Governo do RN para melhorar a qualidade do ensino médio no Rio Grande do Norte e elevar a rede estadual a um patamar superior. O modelo é inspirado nos institutos federais.

Com recursos próprios no valor de R$ 150 milhões, foram projetados 12 IERNs, contemplando todas as regiões do estado, dos quais 10 estão em construção. O primeiro a entrar em funcionamento será o de Natal. Inicialmente, serão oferecidos dois cursos técnicos: Rede de Computadores e Química. Os critérios utilizados para definição dos cursos levam em conta a potencialidade do local em que a escola está inserida, o interesse de estudantes e da comunidade, sempre com a preocupação de que não haja sobreposição de oferta com, por exemplo, os institutos federais.

A unidade de Natal contará com 12 salas de aula, laboratórios, biblioteca, auditório, espaços de convivência, quadra poliesportiva e bloco administrativo. Tem capacidade para atender até 1.500 estudantes nos três turnos. Inicialmente serão duas turmas em tempo integral e duas em tempo parcial (matutino um eixo, vespertino o outro eixo).

“Os IERN vão expandir a oferta pública e de qualidade da educação profissional e tecnológica no estado, tendo como referência a interiorização. São cursos integrados a uma formação básica”, informa a secretária de Educação, da Cultura, do Esporte e do Lazer (SEEC), professora Socorro Batista. “No Rio Grande do Norte, as escolas que mais aprovam no Enem são as escolas profissionais e as escolas em tempo integral. São também as de melhor desempenho no Ideb” da rede estadual, ressalta a secretária.

A secretária lembra que, até 2003, havia apenas uma escola profissionalizante na rede estadual – a Jessé Pinto Freire, na Praça Pedro Velho, em Natal. A rede se expandiu a partir de 2007, quando foi criado o programa federal Brasil Profissionalizado e construídos dez CEEPs – Centro Estadual de Educação Profissional -, a maioria deles na Grande Natal. Além dos CEEPs, há 61 escolas de nível médio que operam algum tipo de educação profissional, totalizando quase 15 mil matrículas. De acordo com o Programa Nova Escola Potiguar (PNEP), os centros de educação profissional, assim como a Jessé Freire, serão transformados em IERNs.

Em agosto, o ministro da Educação, Camilo Santana, visitou as obras do IERN Natal, anunciou a liberação de recursos para municípios e assinou, juntamente com a governadora Fátima Bezerra, a adesão do Rio Grande do Norte ao Compromisso Nacional Criança Alfabetizada, Pacto Nacional pela Retomada de Obras da Educação Básica e o Programa Escola em Tempo Integral.

O número de escolas em tempo integral passou de 48, em 2018, para as atuais 148. O governo estadual planeja dobrar esse número até 2025, conforme previsto no Plano Estadual de Educação. Os especialistas apontam a melhoria do rendimento acadêmico, o desenvolvimento intelectual, cultural, social e emocional, além da criatividade e senso crítico como as grandes vantagens do ensino em tempo integral. As matrículas em tempo integral são aquelas em que o estudante permanece na escola ou em atividades escolares por tempo igual ou superior a 7 horas diárias – ou a 35 horas semanais – em dois turnos.

“Com a ampliação do ensino profissional, e do número de escolas em tempo integral, além das outras ações previstas no Programa Nova Escola Potiguar, entraremos em uma nova fase da educação no Rio Grande do Norte”, enfatiza a secretária Socorro Batista.

O Geração Conectada é outro pilar do Nova Escola Potiguar. O projeto prevê internet de alta velocidade dentro, no entorno e em praças próximas às escolas, tanto nas áreas urbanas quanto na zona rural. A velocidade mínima é de 60 Mbps, que permite assistir a vídeos em plataformas de streaming, fazer videoconferências e outras atividades escolares com qualidade de imagem e som, sem queda da conexão.

Os investimentos somam R$ 62,5 milhões. Já foram distribuídos 2.758 chromebooks (notebooks que usam o sistema operacional do Google e armazenamento em nuvem). Nas escolas onde está em pleno funcionamento, a transformação é notável. O Centro Estadual de Educação Profissional (CEEP) Lourdinha Guerra, em Nova Parnamirim, montou dois laboratórios com 70 computadores. “Mudou completamente nossa realidade”, assegura o diretor Raphael Bender. “É um avanço imensurável”, reforça o professor de Informática Básica do CEEP, Diogo Eugênio. “Antes, a gente precisava esperar para utilizar os computadores. Agora, podemos utilizar a tecnologia a qualquer horário, contribuindo em nossas pesquisas e estudos”, comemora Letícia Silva, 16 anos, estudante do primeiro ano do ensino médio do curso de Redes, do Lourdinha Guerra.

info

Rede Estadual de Educação apresenta oito projetos em Semana Nacional de Educação Profissional

O Rio Grande do Norte marcou presença na 3ª Semana Nacional da Educação Profissional e Tecnológica, realizada no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, em Brasília, entre os dias 16 e 22 deste mês. O encontro reuniu representantes de todo o país para discutir e compartilhar experiências relacionadas à Educação Profissional e Tecnológica (EPT).

Durante o evento, a secretária de Educação do RN, professora Socorro Batista e o assessor pedagógico da Subcoordenadoria de Educação Profissional (SUEP), o professor Kaio Cavalcante, participaram de um painel sobre experiências em EPT nas redes estaduais. Ambos destacaram a rede estadual de EPT do Rio Grande do Norte e a inovação decorrente da implantação do Instituto Estadual de Educação Profissional Tecnologia e Inovação do Rio Grande do Norte (IERN).

Estudantes e professores de instituições de Educação Profissional e Tecnológica da rede estadual de ensino apresentaram oito projetos de pesquisa e inovação desenvolvidos no âmbito da EPT do estado.

A Escola Estadual Walfredo Gurgel, orientados pelos professores João Daniel Cosme da Silva e Glauco George Cipriano Maniçoba, apresentaram quatro projetos.

Além disso, o Centro de Educação Profissional Dr. Ruy Pereira, orientado pelo professor Rhudson Maxsuel Barros de Oliveira, também apresentou dois projetos inovadores, que demonstram o compromisso do estado com o avanço da Educação Profissional e Tecnológica.

A coordenação dessas apresentações ficou a cargo dos assessores da SUEP Flávia Valcacio, Ana Catarina, João Kaio e da professora Sayonara Fontes, subcoordenadora da Educação Profissional.

A presença da comitiva do Rio Grande do Norte na 3ª Semana Nacional da Educação Profissional e Tecnológica ressaltou o comprometimento do estado em promover a inovação, sustentabilidade e inclusão por meio da EPT. Os custos de passagens, hospedagem, translado e alimentação da delegação foram custeadas pela Secretaria Nacional de Educação Profissional e Tecnológica (SETEC) do MEC. As iniciativas apresentadas pelos estudantes e professores destacam o potencial de transformação da educação e a busca constante por soluções criativas e acessíveis para a sociedade.

Trabalhos apresentados em Brasília

Escola Estadual em Tempo Integral Walfredo Gurgel

Forno Solar De Baixo Custo – Adysson Viana da Silva, 3º ano de Energias Renováveis
Este projeto apresenta um forno solar de baixo custo, que utiliza materiais acessíveis, inclusive reciclados, com o objetivo de fornecer uma alternativa sustentável e econômica. A iniciativa visa beneficiar pequenos agricultores e comunidades carentes, promovendo emprego e renda.

Desidratador Solar de Baixo Custo – Joseanne Andreza de Oliveira Dias, técnico de Energias Renováveis
O desidratador solar é uma solução que utiliza a energia solar para desidratar alimentos, contribuindo para pequenos agricultores e comunidades desfavorecidas. Este projeto enfatiza a produção sustentável, gerando renda e trabalho.

Seguidor Solar – Jennifer Milly de Souza Lima, 3ª série do curso de Energias Renováveis
O seguidor solar é um dispositivo que orienta painéis fotovoltaicos para que estejam sempre voltados para o sol, maximizando a captação de energia solar. Destinado a pequenos comerciantes e agricultores, esse projeto busca otimizar o aproveitamento da irradiação solar.

Bicicleta ergométrica geradora de energia – Kellvys Custodio Lima Da Silva, 3º ano técnico de Energias Renováveis
Esta bicicleta ergométrica converte o movimento em energia elétrica, contribuindo para academias e locais de ciclismo que desejam aproveitar essa energia de forma eficiente.

Centro Estadual de Educação Profissional Lourdinha Guerra

Projeto Aprendendo com Arduino – Arthur Davidson Raves-Coper, 1º ano do curso técnico integrado em Informática
Arduino é uma plataforma que pode ser usada na robótica educacional. Sendo de código aberto e muito popular, tem inúmeras aplicações disponíveis na Internet, que podem ser facilmente adaptadas, permitindo aprendizado de diversas áreas. Além de programação, nossos alunos de Informática e Redes de computadores aprendem eletrônica, física e matemática na prática.

Projeto Memes na Rede – Cecília Pinheiro Neves Cruz
Compreender a irradiação dos memes nas Redes Sociais e fora delas é o foco deste projeto. A prática autônoma na elaboração de curadorias apuradas para seu próprio consumo, podendo replicar tais ferramentas e auxiliar outros na manutenção da cultura, fomentando uma sociedade mais ética e responsável.

Centro Estadual de Educação Profissional Dr. Ruy Pereira

Ponte de Macarrão – Paulo Eduardo Lima de Oliveira, 3° ano do curso edificações
A Competição de Pontes de Macarrão é uma atividade acadêmica realizada em várias instituições de ensino no Brasil e no exterior. Esta atividade envolve alunos dos cursos da área tecnológica, buscando estabelecer uma relação dos assuntos teóricos estudados nas disciplinas de Estabilidade, física e disciplinas afins, com a prática projetual.

Trunfo Químico – Victor Rafael Almeida da Silva, 2º ano do curso de edificações
Este projeto visa implementar a estratégia de ensino-aprendizagem lúdica relacionado à disciplina de Química do ensino médio por competências. É realizada uma atividade integradora no conteúdo da tabela periódica e suas propriedades de 32 elementos químicos. Assim, foi construído o jogo inspirado no Super Trunfo e aplicado por meio de disputas e competições entre os alunos.

NOTÍCIAS RELACIONADAS
Lulu Santos é internado em hospital após passar mal e shows são cancelados
Cantor foi internado e ficará em observação por dois dias
08/06/2024 às 18:13
STF marca para dia 12 julgamento sobre correção do FGTS
Discussão foi interrompida em novembro do ano passado
03/06/2024 às 12:14
Governo Central tem superávit primário de R$ 11,1 bilhões em abril
Resultado fica abaixo da expectativa de especialistas
28/05/2024 às 14:46
IBGE: calamidade prejudica coleta de preços para cálculo da inflação
Instituto precisou imputar preços de hortaliças e verduras
28/05/2024 às 12:12
Renegociação do Desenrola Fies termina na próxima sexta-feira
Até o dia 15, haviam sido renegociados mais de R$ 12,92 bilhões
27/05/2024 às 16:07
Nível do Guaíba em Porto Alegre volta a ficar abaixo dos 4 metros
Defesa Civil municipal alerta para risco de mais chuvas
27/05/2024 às 15:23
Auxílio Reconstrução: famílias devem confirmar dados a partir de hoje
Até o momento, estão contemplados com o auxílio 369 municípios gaúchos
27/05/2024 às 13:27
Magda Chambriard toma posse como presidente da Petrobras
Ela assumiu logo após ser eleita pelo Conselho de Administração
24/05/2024 às 12:12
Moraes quer responsabilizar big techs por publicações em redes sociais
É preciso garantir regulamentação adequada no setor, diz ministro
22/05/2024 às 16:08
Demitido da Petrobras, Prates terá direito a 6 meses de salário extra
Demitido da Petrobras, Jean Paul Prates terá de cumprir seis meses de quarentena, com salário mensal de R$ 133 mil até novembro
21/05/2024 às 15:55
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.