BUSCAR
BUSCAR
Polêmica
Discussão sobre autorização para uso de cannabis medicinal faz Roberto Jefferson ameaçar expulsar deputado do PTB e brigar com a filha
Ex-deputada Cristiane Brasil, filha de Jefferson, pediu afastamento indeterminado da legenda por conta da discussão
O Globo
19/05/2021 | 13:48

A discussão que aconteceu nesta terça-feira entre a oposição e apoiadores do governo na Câmara sobre um projeto que autoriza o plantio de cannabis para fins medicinais e industriais causou uma briga interna no PTB, comandado pelo ex-deputado Roberto Jefferson.

O desentendimento resultou em uma ameaça de expulsão do deputado Eduardo Costa (PA) e uma briga familiar no grupo de WhatsApp do partido, envolvendo Jefferson e sua filha e ex-deputada, Cristiane Brasil, que chegou a pedir afastamento do partido.

Toda a questão começou quando o deputado Eduardo Costa se manifestou a favor do projeto, contrariando a posição de Jefferson. Titular da comissão e médico, Costa citou convicções profissionais e pessoais para justificar sua posição.

A manifestação não foi bem recebida pelo presidente do partido, Roberto Jefferson. Em um áudio enviado no grupo de parlamentares, Jefferson diz que a posição de Costa vai prejudicar a construção da imagem de um partido “cristão e conservador”.

— Esse gesto de hoje do deputado Eduardo Costa do Pará terá uma grave repercussão também. Nós vamos despencar nas pesquisas e viveremos de novo a incredulidade da opinião pública em torno de toda a obra que estamos construindo de sermos um partido cristão e conservador — disse Jefferson no áudio.

O presidente da legenda disse que esse seria o último voto do deputado na legenda e que determinaria que a Comissão de Ética do partido o expulsasse.

— Ele tem as opiniões dele, conflita com o partido. Ele buscará abrigo numa legenda que seja pertinente ao seu ideal.

Procurado pelo GLOBO, o deputado Eduardo Costa disse que ainda não recebeu nenhum documento oficial sobre a expulsão, mas que a decisão gerou estranheza, já que a posição dele a favor do projeto vem sendo defendida na comissão desde 2019.

— Eu sou da base do governo, voto com o governo em praticamente 99% das situações, mas tem situações que são sensíveis pra mim, que são diferenciadas e que não posso abrir mão porque eu jogo todos os meus princípios, o meu trabalho e a minha história no lixo. Eu não posso fazer isso — afirmou.

O parlamentar defendeu que a razão maior do projeto é democratizar a medicação, diminuindo os preços e atender as famílias que precisam. Costa disse que vai entrar na justiça contra a expulsão do partido porque entende que não fez nada para merecer essa punição.

— Sei que no partido, do jeito que o diretório é estruturado, eu vou perder, mas na justiça eu vou requerer que se faça realmente a justiça. Não vou aceitar de forma passiva essa situação — disse o deputado, que admite sair da legenda em uma janela partidária, mas não dessa maneira.

Briga com a filha

No mesmo áudio que foi enviado no grupo, Jefferson disse que sua filha, Cristiane Brasil, era membro da comissão quando ainda tinha mandato como deputada e era a favor do projeto, mas que estava afastado dela.

— A minha filha está afastada de mim porque até a minha opção religiosa ela duvidou. Filha é assim, parente é igual dente, morde na língua da gente. Eu afastei do meu convívio pessoal e do convívio político e não me importo de tomar essa atitude de afastar o deputado Eduardo Costa que nem meu sangue tem e está pisando na bandeira do PTB — disse Jeffersonno áudio.

Logo depois, Cristiane Brasil se manifestou no grupo por meio de um texto longo em que se diz orgulhosa da opção religiosa do pai e defende o uso medicinal da cannabis.

“Quero que ele saiba que fiquei feliz e orgulhosa de sua escolha religiosa. Religião é religar-se. Religar-se ao Divino de que somos parte. Não tenho ideia de onde teria surgido uma palavra contrária a isto. Como posso ter duvidado de sua opção religiosa se eu mesma aceitei Jesus?” — disse a ex-deputada no grupo.

Brasil também afirmou que entende o “novo posicionamento político”, alinhado com o presidente Jair Bolsonaro, que Jefferson adotou.

“Vejo o esforço hercúleo que ele tem feito para dar um novo rosto ao partido, conservador e cristão, para que este possa abrigar novos rostos e novas lideranças – inclusive ao PR Bolsonaro. Espero de coração que todos esses atores também reconheçam”.

Ao final do texto, a deputada diz que nada pode ficar no caminho entre um pai e a filha, agradece a convivência com outros membros do partido e pede a licença por tempo indeterminado.

“Preciso dar um tempo para mim. Preciso dar um tempo para que meu pai e presidente nacional continue a implantar no partido seu projeto de mudança, sem que me veja como um obstáculo. Como dirigente partidária e trabalhista, oficializo minha licença por tempo indeterminado do glorioso PTB”.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - redacao@agorarn.com.br
Comercial: (84) 98117-1718 - publica@agorarn.com.br
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.