BUSCAR
BUSCAR
Economia

Veja quem tem direito ao PIS e Pasep, como consultar e calendário de pagamento

O abono salarial do PIS/Pasep foi criado em 1990 e visa amparar o trabalhador que recebe até dois salários mínimos.
Folhapress
28/10/2023 | 06:47

O PIS (Programa de Integração Social) é destinado a trabalhadores do setor privado, enquanto o Pasep (Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público) é voltado a quem trabalha em empresas estatais. Os recursos vêm do FAT (Fundo de Amparo ao Trabalhador).

QUEM TEM DIREITO AO ABONO DO PIS/PASEP?
O trabalhador que, no ano-base:

O PIS visa ajudar os trabalhadores Foto: José Aldenir/Agora RN.
O PIS visa ajudar os trabalhadores Foto: José Aldenir/Agora RN.
  • Exerceu atividade remunerada com carteira assinada por ao menos 30 dias
  •  Recebeu até dois salários mínimos, em média
  •  Está inscrito no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos
  • Teve seus dados informados corretamente pelo empregador na Rais (Relação Anual de Informações Sociais) e no eSocial

COMO CONSULTAR?
Para saber se vai receber, o trabalhador pode fazer a consulta ao benefício por meio do aplicativo Carteira de Trabalho Digital ou no portal gov.br.

Aplicativo Carteira de Trabalho Digital
Está disponível nas lojas Play Store (Android) e App Store (iOS). O desenvolvedor do aplicativo oficial é o Serviços e Informações do Brasil.
Veja abaixo o passo a passo:

  1. Entre em “Cadastrar” e preencha o nome completo, CPF, celular e email. Marque a captcha “Não sou um robô, leia e aceite os termos de uso e a política de privacidade. Clique em “Continuar”
  2. Em seguida, o programa faz cinco perguntas sobre sua vida pessoal ou profissional
  3. Valide o cadastro no link enviado para o email e digite o código de verificação mandado por SMS para o celular cadastrado
  4. É preciso ter conta no gov.br. Se você não tem, clique aqui para saber como fazer. Informe CPF e senha
  5. No menu, vá em “Benefícios”, selecione “Abono salarial” e em seguida selecione o ano-base e veja se você receberá ou não o benefício

Site portal de serviços do governo federal

  1. Acesse esse link.  É preciso ter conta no gov.br e informar número de CPF e senha
  2. Vá em “Abono salarial” e em seguida selecione o ano-base e veja se você receberá ou não o benefício

QUAL É O VALOR RECEBIDO?
O valor do abono do PIS/Pasep é proporcional à quantidade de meses trabalhados no ano-base. Quem trabalhou por 12 meses receberá um salário mínimo. Já o profissional que teve contrato por um mês receberá o referente a 1/12 do salário mínimo. O período igual ou superior a 15 dias é contabilizado como um mês integral.

COMO É FEITO O PAGAMENTO?
O pagamento é feito em lotes ao longo do ano. O PIS separa os beneficiários por mês de aniversário. Já o calendário do Pasep varia conforme o último dígito do cartão. Quando o calendário é divulgado, também é informada a data final para saque.

O pagamento do PIS é feito pela Caixa Econômica Federal e pode ser consultado nos aplicativos Caixa Tem, Caixa Trabalhador e Carteira de Trabalho Digital, no portal gov.br e pelo telefone 0800-726-0207. O valor é depositado automaticamente na conta-corrente ou na conta-poupança da Caixa, por crédito no Caixa Tem na conta poupança social digital, ou então nos caixas eletrônicos da Caixa, lotéricas, correspondentes Caixa Aqui (com Cartão do Cidadão e senha) ou nas agências da Caixa (com documento de identificação).

Já o Pasep é pago pelo Banco do Brasil, com consulta no aplicativo Carteira de Trabalho Digital, no site Consulte/Receba seu Pasep ou no telefone 158. O valor é depositado automaticamente na conta-corrente ou na conta-poupança do Banco do Brasil, ou pode ser retirado no guichê de caixa em qualquer agência do banco.

QUAL A DIFERENÇA DE ABONO DO PIS E COTA DO PIS?

O abono salarial é diferente da cota do fundo PIS/Pasep, que foi um programa iniciado em 1976 e que tinha como objetivo integrar o empregado na vida e no desenvolvimento de empresas privadas e públicas. Entre 1971 e 1988, o fundo recebia depósitos dos empregadores em contas individuais para os trabalhadores cadastrados no PIS/Pasep. Os valores passaram a ser liberados em 2018 para quem ainda não retirou a quantia depositada.

O dinheiro, antes destinado ao fundo, passou a ser do FAT a partir de 1988. Em 2020, houve nova mudança e os valores foram incorporados ao FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço). Em 2023, os beneficiários puderam sacar as cotas do PIS/Pasep até 5 de agosto. Os valores não retirados serão destinados ao Tesouro Nacional, conforme determinação aprovada em dezembro de 2022, na emenda constitucional 126, derivada da PEC (proposta de emenda à Constituição) da Transição.

ONDE VER O NÚMERO DO PIS?

O número do PIS é o mesmo do do NIT (Número de Registro do Trabalhador) e do NIS (Número de Identificação Social), todos usados em programas de benefícios sociais do governo. Ele pode ser encontrado na carteira de trabalho, tanto física (está na primeira página) quanto digital, no Cartão Cidadão e em outros aplicativos e sites de serviços do governo como o Meu INSS, o portal de serviços do Ministério do Trabalho e Emprego, o Cnis (Cadastro Nacional de Informações Sociais) e os aplicativos do FGTS, do Caixa Trabalhador e do Caixa Tem.

Outra possibilidade também é ir presencialmente a uma agência da Caixa e apresentar um documento de identificação com foto.

ONDE VER O NÚMERO DO PASEP?

O número do Pasep pode ser obtido nas agências do Banco do Brasil, sendo preciso levar um documento de identificação com foto. O beneficiário também pode obter a informação pela Central de Atendimento do banco nos telefones 4004-0001 (para capitais e regiões metropolitanas) e 0800-729-0001 (demais localidades), pelos sites do Banco do Brasil (no caso de correntistas) e do CNIS, pelo telefone 158 e pelos aplicativos Carteira de Trabalho Digital e Meu INSS.

Mais de 40% dos contribuintes entregaram declaração do IR
Fisco espera receber 43 milhões de documentos neste ano
23/04/2024 às 17:43
Mais de 93 mil famílias do Oeste potiguar ainda não estão inscritas na Tarifa Social
Número é relativo ao quantitativo de famílias de 62 municípios que têm direito ao benefício da Tarifa Social de Energia Elétrica
23/04/2024 às 15:34
‘Acredita’ pode beneficiar mais de 277 mil pequenas empresas do RN
Um dos objetivos da iniciativa do Governo Federal é criar condições para ampliar o acesso ao crédito, renegociar dívidas e garantir mais apoio a esses três setores
23/04/2024 às 15:22
Pagamento da segunda parcela do Pé-de-Meia começa nesta quinta
Pagamentos da segunda parcela do Pé-de-Meia referem-se à frequência escolar do mês de fevereiro
23/04/2024 às 15:10
Receita Federal abre consulta a novo lote residual do Imposto de Renda
O crédito bancário será feito no dia 30 de abril
23/04/2024 às 12:27
Governo libera crédito para quem recebe Bolsa Família
Iniciativa é voltada para MEIs (microempreendedores individuais), microempresas e empresas de pequeno porte
23/04/2024 às 08:24
Edital de aceleração de negócios de impacto socioambiental terá prêmios de até R$ 10 mil no RN
Idealizado para catalisar iniciativas comprometidas com soluções de impacto socioambientais no Estado, o edital Impacta RN 2024 recebe inscrições até 19 de maio
23/04/2024 às 07:54
CAIXA inicia pagamento do Pé-de-Meia nesta quinta-feira 25; veja calendário
Valores serão creditados em conta Poupança Social Digital, movimentada pelo aplicativo CAIXA Tem
22/04/2024 às 16:47
Veja como economizar energia mesmo com sensação térmica mais alta
Para se refrescar sem a conta de luz pesar no bolso, a Neoenergia Cosern montou um guia com dicas de economia de energia.
22/04/2024 às 16:03
INSS começa a pagar 1ª parcela do 13º salário a aposentados e pensionistas
Antecipação do abono anual beneficia 33,6 milhões de brasileiros e injeta R$ 33,68 bilhões na economia nacional; confira o calendário e quem tem direito ao benefício
22/04/2024 às 13:53
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.