BUSCAR
BUSCAR
Dilma veta nome de Aluizio Alves para Aeroporto de S. Gonçalo

03/12/2011 | 12:30

A presidente Dilma Rousseff (PT) decidiu vetar o nome de “Ministro Aluizio Alves” para o novo aeroporto de São Gonçalo do Amarante. A informação foi dada a este blog por uma alta fonte do Partido dos Trabalhadores no Rio Grande do Norte.

Quando da sua presença na última segunda-feira em São Gonçalo do Amarante, para assinar o contrato de concessão do novo aeroporto, a presidente disse numa roda de políticos petistas que o nome do aeroporto será o de uma mulher.

Com assessoria presidencial – portanto, bem-informada – Dilma já tinha conhecimento da ampla campanha promovida pelo deputado federal Henrique Alves (PMDB) para nomear o aeroporto de “Ministro Aluizio Alves”.

Henrique conseguiu mobilizar entidades de classe – como a Federação das Indústrias –, políticas – como a Assembléia Legislativa – e também culturais – a exemplo da Academia Norte-rio-grandense de Letras – no sentido de pressionar pró-Aluizio.

No entanto, atendendo a apelos populares, que lutam por nomes como o da romanceira Dona Militana, que é natural de São Gonçalo do Amarante, e mesmo de outros vultos femininos norte-rio-grandenses, a exemplo da educadora, escritora e poetisa Nísia Floresta, Dilma disse que o nome do aeroporto será o de uma mulher.

O problema deste critério é que termina prejudicando a candidatura de um dos nomes mais simbólicos do nosso estado, conhecido em todo o mundo, e que poderia ser, também, escolhido para o aeroporto: o do folclorista Luis da Câmara Cascudo.

Haveria nesta decisão de Dilma algo mais que uma simples valorização da mulher?

Esta história ainda promete render.

Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.