BUSCAR
BUSCAR
Indicações
Dicas de filmes, séries e músicas para ajudar nos dias de quarentena
Equipe do Agora RN traz sugestões para os momentos de lazer em casa
Redação
11/04/2020 | 08:00

Passar os dias em casa pode ser uma tarefa simples para alguns. Para outros, pode causar tédio e monotonia. De qualquer forma, o isolamento social continua sendo recomendado – e necessário – para impedir a propagação do novo coronavírus.

Para ajudar a aliviar os dias de quarentena, parte da equipe do Agora RN preparou algumas dicas culturais para o entretenimento dentro de casa. Confira abaixo nossas indicações:

Ana Lourdes – Repórter

  • How I Met Your Mother (Série): disponível na Amazon Prime

Uma série engraçada que conta a história de Ted Mosby, um arquiteto, que decide explicar aos filhos a história de como conheceu a mãe deles. É impossível não se enxergar em um dos personagens dessa série.

  • Brooklyn Nine-Nine (Série): disponível na Netflix

Também ganha no humor. Jake Peralta nos ganha com um jeitinho de menino bobão e brilha resolvendo casos na delegacia de polícia que ele trabalha. Os episódios passeiam entre as histórias dos crimes e os relacionamentos dos detetives.

  • Brilho Eterno de uma Mente sem Lembranças (Filme): disponível na Netflix

É quase impossível explicar esse filme sem spoilers. Mas posso falar que são reflexões sobre a mente, sobre pensamentos, sobre ideias. Jim Carrey como Joey surpreende com o drama.

  • Alguém Especial (Filme): disponível na Netflix

Após o fim de um relacionamento, a jornalista musical Jenny se prepara para recomeçar e ter novas experiências, com a ajuda das amigas. Aborda bastante as ligações de amizade, de amor e dos caminhos que nos levam até a vida adulta.

Filme Alguém Especial. Foto: Reprodução

Pedro Trindade – Repórter

  • Viver Duas Vezes (Filme): disponível na Netflix

O longa segue o drama de Emílio, um ex-professor universitário de matemática que está com Alzheimer. Há várias possibilidades de Viver Duas Vezes arrancar lágrimas e sorrisos. E caso tais reações venham, fica o convite ao espectador de se perguntar se o sentimento é genuíno ou parte de truques do filme. Será que você está se emocionando pelo tema ou pela forma como o tema é exposto?

  • Jane, The Virgin (Série): disponível na Netflix

Cômica e dramática, a série é sagaz. Jane, The Virgin não fala só de Jane, mas também de Xiomara e Alba. São três gerações de mulheres latinas que vivem nos Estados Unidos com perspectivas completamente distintas sobre a vida, mas que, ainda assim, se respeitam e se amam. É uma história sobre ancestralidade, sobre raízes.

Quando estão juntas, assistindo à telenovela no sofá de sala e conversando em espanhol, por exemplo, estabelecem um pacto silencioso de resistência cultural. São personagens tridimensionais com personalidades bem definidas e arcos individuais.

  • Black Mirror (Série): disponível na Netflix

É uma série que em cada episódio traz uma história e um elenco diferente, mas todas ambientadas num futuro onde a tecnologia é completamente integrada com a sociedade. Falar sobre Black Mirror é falar sobre como a sociedade se tornou escrava da tecnologia.

Cada episódio aborda um aspecto diferente desse vício, e a forma como todas as interações, reações e atitudes se adaptaram à era digital, levada ao extremo na série mas ainda perfeitamente crível.

Felipe Salustino – Repórter

  • O Homem que Desafiou o Diabo (Filme): disponível no YouTube

Foi inspirada na obra do escritor potiguar Nei Leandro de Castro, autor do livro “As Pelejas de Ojuara”. Com influências marcantes do mago Ariano Suassuna, O Homem que Desafiou o Diabo flerta com o humor e as crendices do imaginário popular nordestino, concentrados na figura de Ojuara (Marcos Palmeira).

Para mim, o filme tem um aperitivo especial: uma das cenas foi gravada no distrito de Lagoa da Palha, em Lagoa de Pedras, no Agreste potiguar, lugar onde nasci e vivi até 2013. Aliás, lembro do frisson que as gravações causaram na comunidade, lá pelos anos de 2006. O filme foi inteiramente rodado no Rio Grande do Norte.

  • Eu, a Patroa e as Crianças (Série): disponível no YouTube e em exibição no canal Comedy Central

Uma sitcom dos anos 2000 (aliás, eles ainda eram modinha à época), a série narra a história de uma família americana e de suas peripécias, a partir das aspirações e intenções de cada um.

A história tem um lance um tanto quanto patriarcal, com a trama dando voltas sempre em torno de Michael Kyle, o chefe da família. Mas vale a pena, especialmente pelas sacadas inteligentes dos personagens.

  • Toma Lá Dá Cá (Série): disponível no Globoplay

A história das famílias onde houve literalmente troca de casais – e mesmo assim, permanecem mais unidas do que nunca – levou muita gente às gargalhadas nas noites de terças, quando a TV Globo levava os episódios ao ar entre os anos de 2007 e 2009.

Agora parece ser uma hora de dar boas risadas e se divertir com as histórias hilárias de Bozena e outros tantos contos incomparáveis que têm como pano de fundo o Jambalaya Ocean Drive.

Júnior Lins – Editor de Esportes

  • Moneyball: O homem que mudou o jogo (Filme): Disponível no Globoplay e HBO Go

Filme lançado no Brasil em 2012, tem como astro principal Brad Pitt, que incorpora a vida de Billy Beane, um dirigente de um clube da Major League Baseball, dos Estados Unidos, que resolve inovar na forma de gerir o esporte.

Apesar do beisebol ser um esporte pouco popular no Brasil, a dinâmica das dificuldades vividas para aplicar um novo método, diante dos conselheiros e membros antigos da equipe, que tem opiniões mais conservadoras.

A interação entre a vida e o trabalho de Billy também é um grande atrativo. Separado da esposa, vive entre altos e baixos no âmbito pessoal. Para saber se os planos e a vida de Billy tiveram um desfecho positivo ou negativo, assista!

Nathallya Macedo – Subeditora de online

  • Jaguatirica Print – Luísa e os Alquimistas (Álbum): disponível nos streamings de música

Luísa e sua banda são do cenário musical potiguar e, com certeza, podem ter orgulho do trabalho que fazem. Lançado em 2019, o Jaguatirica Print é a expressão fiel da junção de ritmos que o grupo defende desde o começo da carreira, há cerca de 7 anos.

A vocalista já definiu o som da banda como uma mistura de ritmos jamaicanos e latinos, com uma pitada de tecnobrega e batidas eletrônicas. Perfeito para dançar muito e cantar alto neste momento de isolamento social, além de ser uma boa oportunidade para conhecer melhor a arte local.

  • Anavitória – N (Álbum de covers de Nando Reis): disponível nos streamings de música

O duo homenageou o cantor em 2019, regravando alguns sucessos como Pra Você Guardei o Amor, Relicário, Por Onde Andei… enfim, dá para imaginar o quão romântico é o disco. A harmonização de tons que as cantoras Ana e Vitória levam para as gravações esbanja leveza – perfeita para transbordar calmaria em momentos difíceis.

  • The Carters – Everything is Love (Álbum): disponível nos streamings de música

O álbum nasceu de uma parceria entre o casal Beyoncé e Jay Z lá em 2018. Talvez um pouco subestimado no mainstream, mas incrível para percorrer e entender o universo desse duo poderoso. As músicas também traduzem, de forma lúcida e realista, a visão cultural dos dois artistas como parte da representatividade negra.

Beyoncé e Jay Z, The Carters. Foto: Reprodução
Av. Hermes da Fonseca, N° 384 - Petrópolis, Natal/RN - CEP: 59020-000
Redação: (84) 3027-1690
[email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.