BUSCAR
BUSCAR
Coluna
Deputados acusam Fátima Bezerra de tentar interferir no diretório local do PSD, presidido por Robinson
Confira a coluna de Alex Viana desta quinta-feira 22
Alex Viana
22/07/2021 | 07:49

À espera de dias melhores para a economia do RN

Ao receber nessa semana a visita de cortesia do presidente nacional do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas-Sebrae, Carlos Melles, a governadora Fátima Bezerra destacou os incentivos dados ao setor produtivo potiguar e disse que vislumbrava dias melhores para a economia do Rio Grande do Norte no pós-pandemia.

“Tiramos o Estado da UTI e, aos poucos, estamos recuperando a capacidade de investimento. Paralelo a isso, as empresas estão expandindo os negócios e outras estão chegando para investir aqui”, enfatizou a governadora, citando a instalação de empresas no Distrito Industrial e os investimentos em energia limpa. Somente no setor de produção de energia eólica e solar, os projetos contratados somam mais de R$ 6 bilhões no primeiro semestre de 2021 e outros R$ 6 bilhões estão sendo contratados, esclareceu o secretário de Desenvolvimento Econômico, Jaime Calado.

Ao presidente do Sebrae, Fátima lembrou do trabalho desenvolvido por ela no Congresso Nacional, juntamente com Melles e outros parlamentares, pela aprovação da Lei Geral da Micro e Pequena Empresa. “Agora, na condição de governadora, tivemos a alegria de encaminhar o projeto para a Assembleia Legislativa. E na semana passada, assinamos o decreto que regulamenta o Fórum Estadual para colocar essa lei para rodar, para que não vire letra morta”.

O Fórum Estadual Permanente das Microempresas, das Empresas de Pequeno Porte e dos Microempreendedores Individuais do Rio Grande do Norte (FEMPE/RN) é composto por 12 membros, representantes do poder público e de entidades empresariais.

“Estamos encantados com o Sebrae. Dá para se tratar muito bem as parcerias”, disse Carlos Melles, que presidiu a Comissão Especial da Microempresa em 2006, e foi relator do projeto Microempreendedor Individual (MEI) e da Empresa Simples de Crédito (ESC), em 2018. Melles aproveitou para convidar a governadora Fátima Bezerra a participar das comemorações dos 50 anos do Sebrae, em Brasília, em 2022.

Participaram do encontro, na sala de reuniões da Governadoria, o vice-governador Antenor Roberto, os secretários Jaime Calado (Sedec), Aldemir Freire (Seplan), Carlos Eduardo Xavier (Tributação) e o adjunto Sílvio Torquato (Sedec). Acompanhando o ex-deputado Carlos Melles estavam o presidente da Fecomércio/RN, Marcelo Queiroz; o superintendente do Sebrae/RN, Zeca Melo; o presidente do CDL Natal, José Lucena. E mais: João Hélio, Itamar Manso, Marcelo Toscano e Cláudio Mendonça.

Incômodo
É incômoda a acusação que deputados estaduais fazem, apontando uma tentativa de interferência direta da governadora Fátima Bezerra, através do presidente nacional do PSD, Gilberto Kassab, no diretório local do partido, presidido pelo ex-governador Robinson Faria.

Limites
Supostamente se valendo da perspectiva de parceria nacional futura entre o PSD e PT em torno da candidatura de Lula à presidência da República, Fátima teria pedido a Kassab que nomeasse o deputado estadual Jacó Jácome (PSD) presidente do diretório do PSD no RN. Se isso aconteceu, Fátima agiu sem noção de limites, ao que tudo indica.

Silêncio
O pior é o silêncio da governadora, frente às críticas de parlamentares estaduais. O deputado Galeno Torquato chegou a classificar como tentativa de golpe a ação governamental. Para José Dias (PSDB), Fátima “propôs a um presidente de partido, que ela não tem a menor ligação, a destituição de uma amizade que sei que há entre Gilberto Kassab e Robinson Faria”.

Afiançador potiguar
A nomeação do senador piauiense Ciro Nogueira, presidente nacional do Progressistas, para ministro da Casa Civil da Presidência da República, além de fortalecer a proximidade de Jair Bolsonaro com um dos principais partidos do chamado Centrão, chancela o empoderamento do ministro das Comunicações, Fábio Faria, junto ao próprio núcleo presidencial.

Vice próximo
Fábio, amigo de farra de Ciro Nogueira, é o principal afiançador dessa nomeação, e é quem mais lucrará politicamente com isso. De certo, o deputado federal potiguar licenciado encontrará em Ciro um grande aliado para sua indicação como candidato a vice-presidente na chapa de Jair Bolsonaro.

Em alta
A possibilidade de Fábio ser indicado vice de Bolsonaro tomou conta dos gabinetes presidenciais, devido à defesa intransigente que Fábio tem feito do governo Bolsonaro, buscando blindar o presidente das críticas contra a condução ineficaz do país durante boa parte da pandemia até agora, e também pela articulação que o filho de Robinson Faria tem feito junto aos demais partidos no Congresso Nacional.

PP
Fábio deverá se filiar ao PP de Ciro Nogueira, inclusive assumindo a presidência do diretório estadual da legenda no Rio Grande do Norte. Com a chegada de Ciro Nogueira ao coração do governo federal, a Casa Civil, o partido poderá/deverá chancelar a indicação do potiguar como vice de Bolsonaro.

RN
E o que pode representar ter Fábio Faria como vice-presidente da República para o Rio Grande do Norte? A julgar pelo que o potiguar tem feito até agora pelo Estado na condição de ministro das Comunicações, absolutamente nada. Até o presente momento, em que pese o RN ser o responsável por Fábio estar onde está (afinal ele só é ministro porque é deputado federal eleito pelo RN), o marido de Patrícia Abravanel tem usado sua influência apenas em benefício próprio, visando suas ambições políticas.

Pausa preparativa
Os deputados estaduais da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte entram em recesso hoje, após a votação da LDO. Serão duas semanas de pausa. A Casa volta a operar na primeira semana de agosto, com duas CPIs que devem esquentar o ambiente político no Estado.

Assediado
Por falar na Assembleia, o presidente Ezequiel Ferreira, líder do PSDB no Estado, ainda não se posicionou sobre 2022. É assediado pela governadora Fátima Bezerra (PT) e pelo ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho.

Chapa dos sonhos
Para Ezequiel, a chapa dos sonhos seria Fátima para o governo, Rogério Marinho para o Senado. Uma pena para o presidente do PSDB porque, politicamente, Fátima e Rogério são que nem água e óleo: não se misturam.

Nova direção
A deputada federal Carla Dickson, atualmente no PROS, articula para assumir o comando do PSL no Estado, atualmente com o delegado Sérgio Leocádio. Leocádio deverá assumir o diretório de Natal.

Triunvirato
Por falar em PSL, quem deixa a legenda é o deputado federal General Girão. Articula com Rogério Marinho e o deputado federal Beto Rosado nova legenda como abrigo partidário.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - redacao@agorarn.com.br
Comercial: (84) 98117-1718 - publica@agorarn.com.br
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.