BUSCAR
BUSCAR
Movimentação
Deputada Natália Bonavides apresenta projeto ‘para impedir que Bolsonaro controle a produção cultural no Brasil’
“Bolsonaro não vai calar a cultura brasileira. Esse decreto precisa ser suspenso urgentemente!", diz a petista
Redação
02/08/2021 | 17:54

A deputada federal Natália Bonavides (PT/RN) apresentou um Projeto de Decreto Legislativo (PDL 339/2021) para “enfrentar os novos ataques de Bolsonaro contra a cultura e impedir que o presidente censure e controle as produções culturais no Brasil”, assim informa a assessoria da parlamentar.

Segundo a deputada, por meio do decreto nº 70.755, de 26 de julho de 2021, “Bolsonaro quer modificar a estrutura do Programa Nacional de Apoio à Cultura (PRONAC) promovendo centralização do poder decisório nas mãos do secretário especial de Cultura, Mário Frias”.

A parlamentar diz que o “decreto estabelece um parâmetro inconstitucional que dá ao secretário especial de Cultura o poder de decidir sobre recursos e temas que podem ser tratados pelos projetos culturais financiados pelo PRONAC, privando organizações e artistas da liberdade de expressão”.

E ainda emenda:

“Bolsonaro não vai calar a cultura brasileira. Esse decreto precisa ser suspenso urgentemente! O que o Governo Federal e seus aliados querem é privar os artistas da liberdade de expressão, e nós não vamos permitir. Por isso apresentamos projeto para suspender o decreto”.

Natália Bonavides também diz que ainda em 2019, Bolsonaro falou de sua intenção de estabelecer um filtro nas produções audiovisuais brasileiras por meio da Ancine, “ou seja, em seu primeiro ano de governo, Jair Bolsonaro externou seu projeto de transformar as ferramentas de fomento de produções culturais, entre elas a Ancine, em possíveis agências de censura”.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - redacao@agorarn.com.br
Comercial: (84) 98117-1718 - publica@agorarn.com.br
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.