BUSCAR
BUSCAR
Guerra Rússia x Ucrânia
Delegação da Ucrânia aceita abrir negociações com delegação russa sobre a guerra
Será a primeira negociação desde que a Rússia invadiu a Ucrânia
Agência Brasil
27/02/2022 | 13:20

A delegação da Ucrânia se encontrará com a russa, na fronteira entre o país e a Belarus, na região do Rio Pripyat, sem fixar condições prévias, segundo informações da Presidência da Ucrânia, em redes sociais.

“Concordamos que a delegação ucraniana se reuniria com a delegação russa sem pré-condições na fronteira ucraniana-bielorrussa, perto do Rio Pripyat”, disse o presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky.

Essa será a primeira negociação desde que a Rússia desencadeou a invasão da Ucrânia na semana passada. O encontro é resultado de um telefonema entre Zelenskiy e o presidente bielorrusso, disse Zelenskiy.

O porta-voz do Kremlin, Dmitri Peskov, afirmou que o encontro poderá ter lugar na região da Belarus de Gomel, sem dar mais detalhes. Essa é uma região que faz fronteira com Pripyat.

Kiev não adiantou qualquer data para as negociações. Moscou diz que o encontro poderá ser ainda neste domingo. O Kremlin indicou, no início da manhã, ter enviado uma delegação para Gomel.

O presidente bielorrusso, Alexander Lukashenko, garantiu ao presidente ucraniano, Zelensky, que “os aviões, helicópteros e mísseis destacados no território da Bielorrússia permanecerão no solo durante a chegada, as negociações e a partida da delegação ucraniana”.

O presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, havia afirmado que se recusava a negociar o fim da guerra na Bielorrússia e exigia um país neutro.

* Com informações das agências Reuters e RTP

Sede: Rua dos Caicós, 2305-D, Nossa Sra. de Nazaré. Natal/RN | CEP: 59060-700
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.