BUSCAR
BUSCAR
Balanço

Déficit nominal do setor público soma R$ 90,606 bi em fevereiro, mostra BC

Empresas estatais registraram superávit nominal de R$ 445 milhões
Eduardo Rodrigues e Célia Froufe - Estadão conteúdo
31/03/2023 | 11:35

O setor público consolidado registrou um déficit nominal de R$ 90,606 bilhões em fevereiro. Em janeiro, o resultado nominal havia sido deficitário em R$ 46,692 bilhões e, em fevereiro de 2022, o saldo foi negativo em R$ 22,545 bilhões.

No segundo mês de 2023, o governo central registrou déficit nominal de R$ 94,545 bilhões. Os governos regionais tiveram saldo positivo de R$ 3,494 bilhões, enquanto as empresas estatais registraram superávit nominal de R$ 445 milhões.

Sede do Banco Central. Foto: Reprodução
Banco Central - Foto: Reprodução

O resultado nominal representa a diferença entre receitas e despesas do setor público, já após o pagamento dos juros da dívida pública.

No acumulado do primeiro bimestre, o déficit nominal somou R$ 43,913 bilhões, o que equivale a 2,68% do PIB. Em 12 meses, há déficit nominal de R$ 565,863 bilhões, ou 5,62% do PIB.

Gasto com juros

O setor público consolidado teve um resultado negativo de R$ 64,153 bilhões com juros em fevereiro, após esta rubrica ter encerrado janeiro com um gasto de R$ 52,320 bilhões, informou o Banco Central.

Conforme o BC, o governo central (Tesouro Nacional, Previdência Social e Banco Central) teve no segundo mês de 2023 despesas na conta de juros de R$ 55,307 bilhões. Os governos regionais registraram gastos de R$ 8,353 bilhões e as empresas estatais, despesas de R$ 493 milhões.

No ano até fevereiro, o gasto com juros somou R$ 116,473 bilhões, o que representa 7,11% do PIB. Em 12 meses até fevereiro, as despesas com juros atingiram R$ 659,112 bilhões (6,54% do PIB).

Apostas movimentam 1% do PIB e comprometem até 20% do orçamento livre dos mais pobres, diz estudo
XP mostra que setor movimenta R$ 100 bilhões no Brasil e, proporcionalmente, é maior que nos EUA, onde apostas somam 0,4% do PIB
20/06/2024 às 19:30
Dólar vai a R$ 5,46 e renova máxima desde julho de 2022 após críticas de Lula ao BC
Banco Central encerrou um ciclo de sete cortes consecutivos na taxa Selic
20/06/2024 às 18:36
Lula lamenta manutenção da taxa básica de juros: “Quem perde é o Brasil”
Lula ainda criticou a autonomia do BC, que por lei assegura mandatos a seus diretores
20/06/2024 às 16:28
País tinha 9,4 milhões de empresas em 2022, mostra pesquisa do IBGE
Salário médio mensal foi R$ 3.542,19
20/06/2024 às 10:21
Mercado de inovação e startups para 60+cresceu no RN de 2020 a 2023, aponta mapeamento feito pelo Sebrae-RN
Empreendedorismo é uma das oportunidades para 60+ aliando experiência e tecnologia
20/06/2024 às 08:23
BC contraria Lula, interrompe sequência de cortes e mantém taxa de juros a 10,5%
Em entrevista, Lula disse que Roberto Campos Neto não demonstra capacidade de autonomia, tem lado político e trabalha para prejudicar o País
20/06/2024 às 07:50
Copom interrompe cortes e mantém juros básicos em 10,5% ao ano
Fim das reduções da Taxa Selic era esperado pelo mercado financeiro
19/06/2024 às 18:49
Caixa paga Bolsa Família a beneficiários com NIS de final 3
Com adicionais, valor médio do benefício está em R$ 683,75
19/06/2024 às 10:24
Autonomia do BC aumentou credibilidade na política monetária, diz Lira
Falas de Lira vem em meio às críticas do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) contra o presidente do BC, Roberto Campos Neto
18/06/2024 às 17:54
Haddad e Tebet relatam preocupação de Lula com alta de subsídios
Renúncias fiscais e benefícios financeiros atingiram R$ 646 bi em 2023
17/06/2024 às 19:26
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.