BUSCAR
BUSCAR
Combate ao vírus
Datafolha: adesão à vacina no Brasil atinge novo recorde de 94%
Pesquisa mostra que 56% já se vacinaram e que 38% pretendem fazê-lo. Adesão é menor entre apoiadores do presidente Bolsonaro
Metrópoles
13/07/2021 | 14:34

A adesão da população à vacinação contra a Covid-19 alcançou o nível recorde de 94%, segundo pesquisa Datafolha. O estudo, feito com 2.074 pessoas, aponta que 56% já se vacinaram e que 38% pretendem fazê-lo. Somente 5% dizem que não foram e não pretendem ser imunizados e 1% afirmou não saber.

O levantamento foi realizado presencialmente com pessoas de 16 anos ou mais em 146 cidades do país entre os dias 7 e 8 de julho. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

Em relação a quem já se imunizou, 19% ja tomaram as duas doses ou a dose única da Janssen e 38% ainda aguardam para completar a vacinação.

A pesquisa também mostrou que 1% da população ainda não se vacinou pois não encontrou no posto o imunizante do laboratório que gostaria.

Em dezembro de 2020, um mês antes da crise sanitária em Manaus e quando a vacinação ainda não havia iniciado no Brasil, a expectativa de adesão à imunização atingiu o nível mais baixo, com 23% dos entrevistados sem intenção de se imunizar. Metade desse número afirmou que não tomaria a Coronavac, vacina produzida pelo Instituto Butantan em parceria com o laboratório chinês Sinovac.

Desde que a imunização começou no país, no entanto, em janeiro, os níveis de adesão vêm crescendo, mesmo com as declarações de Bolsonaro com críticas à eficácia e segurança das vacinas. O estudo mostrou que a proporção dos que não se vacinaram e não pretendem fazê-lo é maior entre aqueles que afirmam confiar no presidente (11%), entre os que avaliam o governo como bom ou ótimo (9%) e entre os que pretendem votar nele em 2022 (9%).

Sede: Rua dos Caicós, 2305-D, Nossa Sra. de Nazaré. Natal/RN | CEP: 59060-700
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.