BUSCAR
BUSCAR
Caso José Carlos
Criança achada morta tinha as pernas amarradas; DNA é colhido para identificação
Material genético foi colhido nesta sexta-feira 13 e enviado ao laboratório do Instituto de Medicina Legal
Redação
13/11/2020 | 13:03

A criança encontrada morta nesta quinta-feira 12, enterrada sob uma árvore em um terreno baldio no bairro Pajuçara, na Zona Norte de Natal, ainda não foi oficialmente identificada pelo Instituto Técnico-Científico de Perícia (Itep). Contudo, é muito provável que o corpo seja mesmo o do menino José Carlos da Silva, de 8 anos, desaparecido há mais de três semanas.

A família da criança reconheceu as roupas encontradas junto ao cadáver, já em avançado estado de decomposição. Amostras de material genético foram colhidas nesta sexta-feira 13 e enviadas ao laboratório de Genética Forense do Instituto de Medicina Legal para que o corpo seja oficialmente identificado. Somente após os exames de DNA é que ele será liberado para sepultamento.

Pernas amarradas

A perícia do Itep ainda trabalha para atestar a causa da morte. O que se sabe, até o momento, é que a criança estava com as pernas amarradas, na altura dos tornozelos.

Investigação

O delegado Cláudio Henrique Freitas, responsável pela investigação do desaparecimento do menino, disse que o caso passou a ser apurado como homicídio.

Segundo o delegado, que atua no Núcleo de Investigações de Pessoas Desaparecidas da Divisão de Homicídio e Proteção à Pessoa da Polícia Civil, ainda não há informações sobre suspeitos.

Ainda segundo o delegado, cães farejadores utilizados nas buscas da criança tinham apontado o local em que o corpo foi encontrado na quinta-feira da semana passada, mas, por alguma falha na operação, o ponto em que o cadáver estava localizado não foi vistoriado.

Desde o início das investigações, mais de 10 pessoas foram ouvidas sobre o caso. “Que a população siga nos abastecendo de informações pelo número 181. A população precisa nos dar tempo para investigar. Não vamos apontar suspeitos”, disse ele.

Entenda o caso

José Carlos foi visto pela última vez com vida no dia 21 de outubro, após ele sair de casa para deixar uma garrafa de suco para irmãos que estavam pedindo dinheiro em um semáforo na Zona Norte de Natal.

No dia 4 de novembro, policiais civis do Núcleo de Investigação sobre Pessoas Desaparecidas (NIPD), da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), e militares do Corpo de Bombeiros da Paraíba iniciaram a operação de buscas pelo menino com a ajuda de cães farejadores.

NOTÍCIAS RELACIONADAS
Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.