BUSCAR
BUSCAR
Segurança
Cosern e Crea-RN reforçam orientações de segurança para prevenir acidentes
Objetivo é prevenir acidentes com a rede elétrica próximo a obras de construção ou reforma de imóveis
Redação
20/11/2020 | 16:51

Com objetivo de prevenir acidentes com a rede elétrica próximo a obras de construção ou reforma de imóveis, a Cosern e o Crea-RN firmaram, há dois anos, um convênio de cooperação para aprimorar a prestação de serviços mútuos junto à população e intensificar as fiscalizações voltadas à segurança com a rede elétrica.

No Convênio, o Crea se comprometeu a encaminhar os profissionais de fiscalização do órgão para participar dos treinamentos da Cosern, bem como fiscalizar as obras indicadas pela concessionária, exigir a Anotação de Responsabilidade Técnica (ART) das instalações elétricas dos canteiros de obras e identificar e alertar, nas obras que fiscaliza, possíveis riscos de acidentes com a rede elétrica.

A Cosern, por sua vez, se comprometeu a oferecer, entre outros itens, treinamento e material educativo aos profissionais de fiscalização do Crea, habilitando-os para um novo olhar com foco na prevenção de acidentes com a rede elétrica, exigir a ART nos pedidos de ligações para canteiros de obras e realizar ações preventivas conjuntas para evitar acidentes com a rede elétrica.

As ações da equipe de fiscalização promovidas pelo Crea-RN, além de combater o exercício ilegal da profissão, coibiram possíveis acidentes com vítimas envolvendo a rede elétrica, especialmente nos casos em que envolve a construção e manutenção civil.

O gerente de Saúde e Segurança da Cosern, Eudes Augusto, explica que antes de começar qualquer intervenção, é preciso garantir que as paredes, janelas e sacadas a serem erguidas respeitem as distancias de segurança previstas em norma (ex. ABNT). Isso evita toques acidentais na fiação que podem resultar em acidentes graves, seja durante a construção ou reforma da residência. Além disso, não se deve mexer na fiação de forma a afastá-la do local da construção, sob nenhuma hipótese. Somente as equipes da Cosern estão autorizadas a tomar tal iniciativa.

“Para o acidente acontecer, não necessariamente a pessoa precisa tocar no cabo elétrico. Pode ocorrer uma descarga elétrica por indução, apenas pela aproximação das pessoas com a rede elétrica, provocando danos ao corpo humano. Por isso a orientação da distância segura é tão importante de ser seguida”, declara Eudes.

Sobre o convênio com a Cosern, o gerente de Fiscalização do Crea-RN Heulyson Arruda afirma ser um instrumento que colabora significativamente para um trabalho efetivo e eficiente. “As ações desenvolvidas em desdobramento tiveram um reflexo positivo para ambas instituições e para a sociedade”, disse.

Arruda lembra que a ausência de um profissional habilitado responsável pela execução de atividades de projetos de instalações elétricas ou qualquer outra obra e/ou serviço técnico, além de uma prática ilegal, pode causar diversos problemas relacionados à obra. Assim como pode colocar em risco à segurança das pessoas.

Sobre a Cosern

Detentora da melhor pontuação no ranking entre as empresas com mais de 400 mil clientes do Nordeste no Prêmio Aneel de Qualidade e premiada em 2018 e 2019 como a Melhor Ouvidoria do país, a Companhia Energética do Rio Grande do Norte (Cosern), empresa da Neoenergia, está presente nos 167 municípios potiguares, detém uma área de concessão de 53 mil quilômetros quadrados e atende 1,4 milhão de clientes (3,5 milhões de habitantes).

DICAS DE SEGURANÇA COSERN

Não faça ligações clandestinas de energia elétrica. Além de crime, o “gato” coloca em risco a vida de quem faz e de quem está próximo. Denuncie a irregularidade de forma anônima no telefone 116 da Cosern.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.