BUSCAR
BUSCAR
Eleições 2020
Coronel Azevedo quer auxílio social permanente, vale-creche e 20 escolas cívico-militares
Ele registrou que, atualmente, existem cerca de 70 mil pessoas em Natal que dependem unicamente do programa Bolsa Família para sobreviver e que o pagamento do auxílio emergencial mostrou que há um grande contingente na cidade em situação de miséria
Redação
10/11/2020 | 05:05

O candidato do PSC a prefeito de Natal, Coronel Azevedo, afirmou nesta segunda-feira 9 que pretende criar, caso seja eleito, um programa municipal para conceder auxílio social permanente a pessoas em situação de vulnerabilidade.

O benefício, inspirado no auxílio emergencial pago pelo Governo Federal durante a pandemia do novo coronavírus, seria bancado exclusivamente com recursos da Prefeitura do Natal.

Ele registrou que, atualmente, existem cerca de 70 mil pessoas em Natal que dependem unicamente do programa Bolsa Família para sobreviver e que o pagamento do auxílio emergencial mostrou que há um grande contingente na cidade em situação de miséria.

O candidato destacou que, por causa do pagamento do auxílio, além de muitos natalenses terem saído da linha da extrema pobreza, a arrecadação de impostos aumentou, por causa do incremento no poder de compra das pessoas.

“Existe uma Natal de fantasia que é apresentada com extenso tempo de TV. E existe a Natal real, que é insegura, que tem falta de limpeza. Existe diferença de tratamento nos serviços públicos nas zonas de Natal. Temos uma Zona Norte abandonada em relação à Zona Sul. Por essa necessidade de assistência à população mais carente, eu criei o auxílio social permanente”, afirmou, durante entrevista ao Agora RN.

Para garantir recursos para pagar o auxílio social permanente, Coronel Azevedo propõe reduzir a estrutura administrativa da Prefeitura do Natal. Ele afirmou que, se for eleito, vai eliminar cargos comissionados, combater a corrupção e acabar com desperdício de dinheiro público.

Álvaro é o candidato de Henrique Alves, diz Coronel Azevedo

Coronel Azevedo aproveitou, ainda, para fazer críticas ao atual prefeito e candidato à reeleição, Álvaro Dias (PSDB). Segundo Azevedo, o atual prefeito conduz uma máquina administrativa inchada para atender interesses de famílias tradicionais da política do Estado.

“Com a eleição de Bolsonaro, as famílias tradicionais da política tiveram dificuldade, porque muitos cargos foram modificados. Saiu dessas famílias. Houve redução dessas pessoas, que viviam desses cargos comissionados. Com a eleição da governadora Fátima, ainda mais essas famílias ficaram reduzidas. Elas todas estão dependentes do governo municipal”, afirmou Coronel Azevedo.

O candidato do PSC enfatizou que Álvaro Dias tem o apoio de personalidades como o ex-ministro Henrique Eduardo Alves, que é investigado por corrupção na Operação Lava Jato, e o ex-senador José Agripino Maia. Coronel Azevedo também lembrou que Álvaro faz parte de uma ala tradicional da política do Estado, por ter ligações na política de Caicó e por ter sido presidente da Assembleia Legislativa.

“Vamos reduzir o tamanho do município de Natal. Não teremos uma Natal para dar emprego de cargo comissionado e funções gratificadas a essas pessoas, essas famílias. Muitos integrantes delas nunca trabalharam, viveram agarrados em cargos comissionados”, destacou o candidato do PSC.

Coronel Azevedo declarou, ainda, que Álvaro Dias só virou prefeito de Natal porque, antes, foi vice de Carlos Eduardo Alves – que renunciou em 2018 para disputar o Governo do Estado. Segundo o candidato do PSC, a indicação de Álvaro para a chapa de Carlos Eduardo foi feita por Henrique. “Ele é o candidato de Henrique à reeleição”, afirmou.

Escolas cívico-militares e creches

Na área da educação, o candidato do PSC apresentou duas propostas.

No ensino infantil, Coronel Azevedo lamentou o fato de que, hoje, não há vagas suficientes em creches da rede pública em Natal. Para solucionar o problema, ele afirmou que vai propor propõe a criação de um “vale-creche”, ou seja, a distribuição de vouchers para que mães matriculem seus filhos em creches particulares, sendo tudo bancado pela prefeitura.

Ele disse que, com isso, a prefeitura economizaria recursos, já que não precisaria ter despesa com a construção de novos centros de educação infantil e não precisaria fazer concurso público para contratar cuidadores de crianças. “E ainda vai fomentar a economia, pois vai gerar a abertura de novas creches, sobretudo em bairros periféricos”, argumentou.

Em relação ao ensino fundamental, o candidato do PSC apresentou a meta de instalar 20 escolas cívico-militares em Natal ao longo de quatro anos. Segundo ele, no modelo, os professores seriam civis, enquanto militares policiais e bombeiros atuariam para manter a disciplina dentro das unidades de ensino e dar instruções sobre defesa pessoal, primeiros socorros e música.

Transporte

Na área do transporte, Coronel Azevedo se comprometeu a realizar licitação para o sistema público de ônibus. Ele falou que vai exigir das empresas que cobrem uma “tarifa justa” e que coloquem para rodar ônibus mais novos, com piso baixo e ar condicionado, entre outras exigências. O candidato também afirmou que vai cobrar a reforma das paradas.

Segurança

Sobre segurança pública, o candidato – que é coronel da reserva da Polícia Militar – destacou que fará concurso público para ampliar o efetivo da Guarda Municipal e que vai criar “cinturões de segurança” em pontos turísticos e locais estratégicos dos bairros. Nessas áreas, haverá maior presença de guardas municipais para ajudar no patrulhamento ostensivo.

“Queremos uma Natal segura para os natalenses e segura para os turistas, para que haja desenvolvimento econômico”, enfatizou.

“Faremos a criação de cinturões de segurança, primeiro nos pontos turísticos e interesse, para criarmos áreas seguras. Depois, em vários pontos e nos bairros, para que as pessoas possam usar as praças e demais equipamentos públicos. A Guarda vai ser ampliada, faremos concurso público. Vamos modernizar, ofertar capacitação e vamos ampliar a área coberta por sistemas de segurança. Vamos integrar as câmeras de trânsito ao Ciosp”, finalizou.

NOTÍCIAS RELACIONADAS
Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.