BUSCAR
BUSCAR
Escrita

Confira a coluna “Desenrolando a Língua” do prof. João Maria de Lima de terça-feira 29

29/12/2020 | 09:01

De acordo com os últimos dados divulgados pela Secretaria Estadual de Educação (Seec), só 50% dos alunos matriculados conseguiram ter acesso às aulas virtuais ao longo da pandemia da Covid-19

Além da triste realidade que a notícia expressa, podemos aproveitar e aprender com a “percentagem” ou seria “porcentagem”? A segunda opção é a preferida dos dicionários, embora a outra seja válida. Se formos indicar uma porcentagem na escrita, também podemos optar: cinquenta por cento (com todas as letras) ou 50% (com algarismos).

Confira a coluna desenrolando a língua
Foto: Mediamodifier/Pixabay

Evidentemente, a segunda opção é melhor, em virtude da economicidade. Contudo, outra característica fundamental é a clareza. Se formos escrever mais de um valor de porcentagem, repitamos o sinal em cada um deles: “Os salários vão subir entre 5% e 10%”.

Mas… se o assunto é concordância, devemos ficar atentos. Caso o número venha antes do verbo, é preferível concordar com o termo seguinte: “…só 50% dos alunos matriculados conseguiram ter acesso…”. Aqui mora um detalhe, pois a gramática permite a concordância com o número: “Aproximadamente 1% dos alunos acessou (acessaram) as aulas”.

Caso o número percentual venha depois do verbo, só há uma opção: concordar com o numeral. Assim: “Acessaram 70% do alunado”. Outro ponto a destacar: se o numeral for determinado por um pronome ou artigo, a concordância tem de ser com ele. Desse modo: “Uns 15% dos estudantes desistiram dos estudos”; “Este 1% dos alunos sentirá falta do aprendizado”.

Nas quartas, o América irá enfrentar o Mirassol e caso passe pelo time paulista estará garantido na Série C de 2021

A falta que a(s) vírgula(s) faz(em). Na notícia acima, a ausência das vírgulas para isolar a oração condicional “caso passe pelo time paulista” compromete o ritmo e a leitura da frase.

Corpo da juíza assassinada pelo ex-marido é cremado

Mais uma lamentável notícia, que dá conta de feminicídio. Sobre o prefixo “ex-“, cabe lembrar que sempre deve ocorrer seguido de hífen: ex-vereador, ex-marido, ex-mulher…

Simone Silva: Patrícia Abravanel vem a Natal e retoca mechas com cabeleireiro potiguar
Confira a coluna de Simone Silva desta sexta 1º
01/03/2024 às 09:29
Perderam uma grande oportunidade; confira a coluna de Pedro Neto
Confira a coluna de Pedro Neto nesta sexta 01
01/03/2024 às 09:28
Luiz Almir: Entrevista
Leia coluna de Luiz Almir
01/03/2024 às 09:00
Crispiniano Neto: O RN só será grande quando incluir os pequenos
Confira a coluna de Crispiniano Neto desta sexta 01
01/03/2024 às 08:43
Ney Lopes: Repórter que sempre fui: estado rico de gente pobre (final)
Confira a coluna de Ney Lopes nesta sexta 01
01/03/2024 às 08:20
Bruno Araújo: Todos contra Sísifo
Confira a coluna de Bruno Araujo nesta sexta 01
01/03/2024 às 07:44
Pedro Neto: Não falta mais nada
Leia coluna de Pedro Neto
29/02/2024 às 09:15
Reclamações contra planos de saúde aumentaram consideravelmente
Leia a coluna de Simone Silva da edição desta quinta-feira 29
29/02/2024 às 08:46
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.