BUSCAR
BUSCAR

Confira a coluna “Desenrolando a Língua” desta segunda-feira 18

Prof. João Maria de Lima
18/01/2021 | 11:05

É BOM

É bom, mais do que isso, é preciso e necessário ficar de olho em certas concordâncias. Vez ou outra, muita gente boa vacila e escorrega em uma regra fácil. As expressões “é bom”, “é necessário”, “é proibido”, “é preciso” etc. variam quando o substantivo vem regido por um artigo ou qualquer determinativo. Permanecem invariáveis, se o substantivo não estiver determinado por artigo. Logo: “A caminhada de manhã é boa”, mas “Caminhada de manhã é bom”; “Seria necessária a revisão no motor”, contudo “Seria necessário revisão no motor”; “É proibida a queimada”; porém “É proibido queimada”; “Eram precisas as ferramentas”, todavia “Era preciso ferramentas”.

Confira a coluna desenrolando a língua
Foto: Mediamodifier/Pixabay

QUÊ?

Pense em uma palavra que tira o sono de muita gente? Se disse “que”, acertou. Agora, vamos falar da concordância. Quando o sujeito for o pronome relativo “que”, o verbo concorda com o antecedente dele: “Na verdade sou eu que pago as despesas”; “És tu que pintas este quadro”. Fácil, não é? É só prestar atenção.

JÁ O QUEM…

Dá-nos a opção de o verbo ficar na 3a pessoa do singular ou concordar com o antecedente. Dessa forma, podemos escrever “Fomos nós quem apresentou a proposta” ou “Fomos nós quem apresentamos a proposta”.

NUMERAL FRACIONÁRIO

Outra dica é ficar atento aos numerais fracionários. Quando o sujeito é representado por numeral fracionário, o verbo concorda com o numerador. Lembre-se daquela aulinha de matemática no ensino fundamental. Assim devemos escrever: “Só um quarto dos alunos foi aprovado”.

FIQUE ESPERTO

Aos substantivos terminados em -r, -s ou -z, acrescenta-se -es: açúcar –açúcares; radar – radares; retrós – retroses. Mas, atenção: alguns substantivos terminados em -r mudam sua sílaba tônica no plural: júnior – juniores; caráter – caracteres; sênior – seniores. Os substantivos terminados em -s só recebem -es se forem oxítonos (o acento vem na última sílaba) ou monossílabos tônicos: freguês – fregueses; gás – gases. Contudo, se forem paroxítonos ou proparoxítonos, permanecem invariáveis: o lápis – os lápis; o pires – os pires; o ônibus – os ônibus.

Simone Silva: Patrícia Abravanel vem a Natal e retoca mechas com cabeleireiro potiguar
Confira a coluna de Simone Silva desta sexta 1º
01/03/2024 às 09:29
Perderam uma grande oportunidade; confira a coluna de Pedro Neto
Confira a coluna de Pedro Neto nesta sexta 01
01/03/2024 às 09:28
Luiz Almir: Entrevista
Leia coluna de Luiz Almir
01/03/2024 às 09:00
Crispiniano Neto: O RN só será grande quando incluir os pequenos
Confira a coluna de Crispiniano Neto desta sexta 01
01/03/2024 às 08:43
Ney Lopes: Repórter que sempre fui: estado rico de gente pobre (final)
Confira a coluna de Ney Lopes nesta sexta 01
01/03/2024 às 08:20
Bruno Araújo: Todos contra Sísifo
Confira a coluna de Bruno Araujo nesta sexta 01
01/03/2024 às 07:44
Pedro Neto: Não falta mais nada
Leia coluna de Pedro Neto
29/02/2024 às 09:15
Reclamações contra planos de saúde aumentaram consideravelmente
Leia a coluna de Simone Silva da edição desta quinta-feira 29
29/02/2024 às 08:46
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.