BUSCAR
BUSCAR
Confira a coluna de Alex Viana desta segunda-feira 14
Política

14/12/2020 | 06:00

DATA DA VACINA I
O secretário-executivo do Ministério da Saúde, coronel Élcio Franco, afirmou que a pasta não apresentou uma data para o início da vacinação contra a Covid-19 porque nenhum imunizante foi aprovado pela Anvisa. Em vídeo publicado neste domingo, o secretário ainda criticou o governador João Doria por ter divulgado um cronograma de vacinação no estado de São Paulo antes de qualquer liberação da agência reguladora.

DATA DA VACINA II
“Segundo a Anvisa, nenhum dos laboratórios sequer iniciou o processo de autorização para uso emergencial em caráter experimental. Tudo isso contradiz o governador de São Paulo João Dória que se equivocou, talvez por desconhecimento do Marco Regulatório Sanitário Brasileiro”, disse.

DATA DA VACINA III
“Como estabelecer um calendário de vacinação sem saber se a vacina estará liberada para uso, com a certeza de sua segurança e eficácia?”, questionou. “Senhor João Doria, não brinque com a esperança de milhares de brasileiros, não venda sonhos que não possa cumprir, prometendo uma imunização com um produto que sequer possui registro nem autorização para uso emergencial.

VACINAÇÃO JÁ I
O contundente editorial da Folha de S. Paulo foi um dos assuntos deste domingo no noticiário sobre a pandemia do coronavírus. O jornal cobra do governo federal, no texto, providências para vacinação de toda a população. Com o título “Vacinação já”, o texto afirma que “passou de todos os limites a estupidez assassina do presidente Jair Bolsonaro diante da pandemia de coronavírus”.

VACINAÇÃO JÁ II
Para a Folha, “é hora de deixar de lado a irresponsabilidade delinquente, de ao menos fingir capacidade e maturidade para liderar a nação de 212 milhões de habitantes num momento dramático da sua trajetória coletiva”. Em tom exaltado, cobra: “Chega de molecagens com a vacina!”.

“PRINCÍPIO DE INFARTO”
O presidente Jair Bolsonaro visitou neste domingo 13 o secretário de Cultura, Mario Frias, no Hospital Santa Lúcia Norte, em Brasília. Frias fez uma cirurgia no dia anterior para inserir dois stents – tubos de metal que se expandem dentro de uma artéria – para recuperar o fluxo sanguíneo. O secretário foi internado na sexta 11 com o que o governo descreveu como “princípio de infarto”, termo incorreto. O secretário logo em seguida passou por um procedimento de cateterismo. A expectativa é que ele receba alta hoje.

CONVITE A FLÁVIO I
O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) protocolou no fim de semana um requerimento junto à Comissão Mista de Controle de Atividades de Inteligência para que seu colega Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) seja convidado a explicar o suposto envolvimento de órgãos de inteligência na tentativa de anular o processo do caso das “rachadinhas” no qual ele é investigado.

CONVITE A FLÁVIO II
O filho mais velho do presidente da República é suspeito de ter desviado salários de funcionários quando era deputado estadual na Alerj (Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro). O requerimento cita reportagem da revista Época que revelou que a Abin (Agência Brasileira de Inteligência), subordinada ao GSI (Gabinete de Segurança Institucional) da Presidência, teria encaminhado orientações por escrito a advogados de Flávio sobre como agir para tentar inocentá-lo no caso. A revista teve acesso aos documentos entregues a Flávio.

PESQUISA FALSA
A Justiça Eleitoral do Rio Grande do Sul condenou o prefeito eleito de Porto Alegre, Sebastião Melo (MDB), a pagar multa de R$ 106 mil pela divulgação de uma pesquisa eleitoral falsa na véspera do segundo turno. A decisão foi tomada pela juíza Gládis de Fátima Canelles Piccini, da 158ª Zona Eleitoral de Porto Alegre, e atendeu a pedido da candidata derrotada Manuela D’Ávila (PCdoB).

CONCURSO PARA POLICIAIS
O deputado estadual Hermano Morais (PSB) apresentou requerimento na Assembleia Legislativa solicitando ao Governo do Estado e à Secretaria de Administração Penitenciária (Seap) um estudo de viabilidade para abrir 600 novas vagas para a Polícia Penal, através de concurso público. O deputado calcula um déficit de pelo menos 600 agentes.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.