BUSCAR
BUSCAR
Setor produtivo
Comitê estadual acata plano de retomada da economia potiguar
Abertura das atividades não tem data definida, e estará condicionada à expansão da capacidade de testagem no Estado
Redação
21/05/2020 | 05:00

O Comitê de Especialistas da Secretaria Estadual de Saúde Pública do Rio Grande do Norte emitiu nesta quarta-feira (20) parecer favorável ao plano de retomada gradual da atividade econômica do Estado do Rio Grande do Norte no pós-pandemia.

O plano apresentado pelas federações para o relaxamento social e retomada da economia aponta duas opções, divididas em três ou quatro etapas, com protocolos de saúde específicos para os segmentos da economia potiguar. No entanto, a abertura das atividades não tem data definida, e estará condicionada à expansão da capacidade de testagem no Estado; à situação dos leitos hospitalares; às peculiaridades das regiões do Estado; e à adoção das ações transversais aliadas ao protocolo específico da atividade.

A ideia é que entre cada uma das etapas ocorra com intervalos entre 10 e 14 dias.

O documento foi elaborado por diversas entidades do setor podutivo –Fecomércio, Fiern, Faern, Fetronor, e Sebrae, com o apoio da FCDL, da CDL Natal, da Facern e Associação Comercial do RN – e foi apresentado à Governadora Fátima Bezerra no dia 5 de maio.

O órgão consultivo considerou que o modelo é o mais adequado para o controle da epidemia. O grupo reforça que o avanço nas fases sugeridas deve estar pautado por critérios técnicos que permitam verificar se a curva epidêmica da doença. Com a aprovação, nesta quarta-feira, 20, de um novo decreto do Governo do Estado, prorrogando as medidas de isolamento social até o dia 4 de junho, ainda não há uma data para o início da execução do plano de retomada.

Av. Hermes da Fonseca, N° 384 - Petrópolis, Natal/RN - CEP: 59020-000
Redação: (84) 3027-1690
[email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.