BUSCAR
BUSCAR
Covid-19
Com novos estudos, deputados do RN sugerem que “politização” da ivermectina caiu por terra
Parlamentares dizem que estudos colocam um ponto final na "história de que a ivermectina é da direita e quem não usa é da esquerda"
Redação
22/07/2021 | 07:20

O deputado Albert Dickson (PROS) saiu em defesa do uso da ivermectina no combate à Covid-19. O parlamentar falou sobre o assunto em pronunciamento na Sessão Plenária da Assembleia Legislativa, realizada nesta quarta-feira 21. Ele tomou como base uma reportagem publicada na revista Veja, que está circulando esta semana, enfocando estudos que apontam resultados positivos no tratamento da doença com o uso da medicação.

“Quero trazer algo muito significante para esta Casa. A revista Veja publicou esta semana uma reportagem sobre o tratamento da Covid com o uso da ivermectina. Nas entrelinhas iniciais há o registro de que os estudos indicam resultado positivo. Os jornais já começam a se desdobrar diante dos resultados da ivermectina, apesar de toda briga política que existe”, afirmou o deputado Albert.

Ainda conforme o discurso do deputado Albert Dickson, uma pesquisa do Instituto Pasteur, e outras pesquisas internacionais foram relacionadas na reportagem de Veja, todas elas com resultados positivos quanto à eficácia da ivermectina no tratamento da Covid.

“Isso tudo publicado na Veja, uma revista que realmente desde o início tem combatido a ivermectina e agora está mostrando a eficácia. Trouxe isso pra cá para colocar um ponto final nessa história de que a ivermectina é da direita e quem não usa é da esquerda. Eu defendo que a vacina é importante e o uso da ivermectina é ultra importante no tratamento como dizem essas pesquisas”, concluiu Albert.

Já o deputado estadual José Dias (PSDB) dirigiu o pronunciamento dele para comentar as palavras do deputado Albert Dickson (PROS) sobre o uso da ivermectina. “Politizaram o assunto por uma questão de interesse, de quem, eu não sei. Eu não tenho notícia de amigo meu médico, e alguns até preventivamente, que não use ivermectina”, defendeu dizendo ainda que “os depoimentos são muito favoráveis ao tratamento com ivermectina. Por exemplo, na penitenciária de Alcaçuz, eu mesmo doei 8 mil cápsulas e o depoimento do diretor médico de lá é que foi um sucesso absoluto, então eu vou confiar nisso”, contou José Dias.

NOTÍCIAS RELACIONADAS
Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - redacao@agorarn.com.br
Comercial: (84) 98117-1718 - publica@agorarn.com.br
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.